Animes' Heaven


    [Fan Fic /Sobrenatural - Romance] Perfect Symmetry

    Compartilhe
    avatar
    Sousuke
    Advanced
    Advanced

    Masculino
    Número de Mensagens : 486
    Idade : 26
    Localização : Logo ali...virando a esquerda, depois a direita
    Anime Favorito : Yu Yu Hakusho
    Personagem Favorito : Seu Madruga
    Data de inscrição : 26/06/2008

    [Fan Fic /Sobrenatural - Romance] Perfect Symmetry

    Mensagem por Sousuke em Qui 13 Maio 2010, 11:58

    Antes de tudo, se ler esta fic Comente aqui \o

    _______________________________________________________

    Perfect Symmetry


    Prólogo: Havia uma “vila” - afastada da cidade - que tinha como fonte de renda, serviços prestados à outras pessoas “necessitadas” da cidade grande. Ultimamente havia tendo muitos ataques as pessoas da cidade - e até mesmo da “vila”. Com isso, 2 vilas se prontificaram em oferecer os seus “serviços” a eles, para poder investigar esses casos de morte.
    As 2 vilas tinham guerreiros poderosos, e poderiam facilmente acabar com esse problema. Mas uma das vilas, chamada de “Symmetry” desconfiava desses ataques contínuos que eles sofriam, e achavam que poderia ser algo “grandioso” que nem mesmo se as 2 vilas se juntassem poderia resolver.




    Capitulo 1: Os Exorcistas



    Caminhando lentamente em uma estrada de terra, estão 2 meninas. Uma delas com cabelos negros, com cachos, com seus olhos também negros, e usando umas roupas velhas. Em seus braços – na altura de seus ombros – está uma tatuagem de 2 linhas se entrelaçando, e no meio da linha, está um “X”. A outra garota, tinha cabelos castanhos claros, e sorria alegremente, seu sorriso intenso, e seus dentes brancos, refletiam na estrada. Igual a outra garota ela usava roupas velhas também, mas não mostrava nenhum sinal de tatuagem.

    - Estamos chegando, Risa. Mas parece que, tem alguma coisa de errado ali, esta vila parece meio vazia. Nós marcamos de fazer esse teste para poder entrar na lista de guerreiros, mas parece que ninguém ligou pra isso _A garota de cabelos negros, fica frustrada pela vila não os recepcionar elas.
    - Calma, calma, Myu, eles devem estar nos aguardando lá dentro_ A de cabelos castanhos sorri enquanto fala.

    Chegando na porta da vila, elas encontram 2 rapazes, sentados, e esperando alguém. Elas o cumprimentam, mas sem respostas, eles passam a ignora-las.
    - Mas, que mal educados, eu vou arrebentar a cara- _Antes de terminar de falar, Risa tapa a boca de Myu, e evita uma rixa entre os dois rapazes e ela.

    Os dois ainda continuam ignorando-as. Uma pessoa chega perto deles, e os avisam de que o “ancião” estava prontos para vê-los, e que não teriam muito tempo.

    - O ancião irá examinar todos vocês agora. Lembrem-se de que de vocês 4 , somente 2 irão passar no teste de qualificação. Isto é, se passarem né, kufufufufufu _ debochando deles, o homem sorri discretamente, e os guia até onde iria começar o exame.

    Chegando na sala onde estava 1 pessoa no escuro sentada, a pessoa manda-os entrar na sala, e para ficarem a vontade. A pessoa ao falar aquilo, estava com uma ponta de desconfiança sobre eles. Talvez fosse por sua voz falha, e baixa. Todos os outros 4 percebem isso, e acham estranho.
    - Que estranho... a voz dele está baixa, quase não consegui ouvir _Risa muda seu olhar, e começa a ficar desconfiada

    A outra pessoa que estava guiando os 4, corre em direção ao anciao que estava dentro da sala, e com um tom de preocupação em seus lábios, e seus olhos, pergunta se estava tudo bem. A pessoa sorri, e com um pouco mais de força em sua voz, diz que estava tudo bem, e então diz aos 4 jovens que haviam ido para fazer o exame.
    - Vocês passaram no teste. A partir de agora vocês 4 farão parte dos guerreiros de “Symmetry”. Eu sinto que você são muito mais do que jovens com força de vontade. Vocês vieram com uma indicação “daquela” pessoa não é mesmo?_Ao ir falando o ancião vai ficando cada vez com a voz mais fraca de novo, e sua voz se perde nos ouvidos de todos. – Eu tenho certeza de que se aquele homem os treinou e os indicou até aqui, vocês serão capazes de enfrentar a peste que está se alastrando pelo país. Mas eu vou te dar alguns conselhos.... cof cof cof... existe alguém nas montanhas... que... vocês devem procurar por ele. Eu tenho certeza que ele irá ajudar vocês com isso... ele tem uma personalidade difícil de se controlar, apesar de ser jovem que nem vocês... mas ele tem um bom coração... encontrem ele... o nome dele..._O ancião não resiste, com sua voz cada vez mais fraca, e com suas tosses roucas, que mais pareciam grunhidos de dor. Ele morre antes de falar o nome do monge que vivia nas montanhas.
    - Tsc... ancião _ A pessoa que acompanhava o ancião, morde seus lábios com raiva – Vocês tem que vingar a todos. Eu digo vingar, não apenas pelo ancião, mas por todos os que estão sofrendo com isso... Por favor nos ajude. Os outros guerreiros que estavam aqui, todos foram mortos, agora só sobraram vocês.
    Todos os 4 ficam surpresos. Primeiramente, eles não viram ninguém na entrada da vila, e logo depois do exame, eles são aceitos, e o ancião que tinha aceitado a entrada deles, morre em seguida. A confusão toma conta de suas mentes. Eles não sabem se aceitam ou não o pedido.
    Mas antes que eles façam qualquer movimento, uma pessoa chega por trás deles, com cabelos negros, com um cordão em seu pescoço com uma caveira, e roupa preta, e em sua cintura está 4 espadas, e em suas costas está outra.
    - Porque vocês não aceitam o pedido do ancião, e vamos acabar com esses monstros de uma vez? _Diz a pessoa olhando para os 4 e parado em direção a eles.
    - O que, acabar com os monstros. Que monstros? E quem é você?_ Um dos 2 rapazes toma a iniciativa e encara a pessoa que havia acabado de chegar.
    - Oh, então tu veio fazer o teste e não sabe de nada? Hahahaha... _Gargalha a pessoa fazendo deboche dele.
    - Ei, espere, quem é você, você não tem permissão para entrar aqui_ Jogando um poder na pessoa, a pessoa que estava do lado do ancião morto, num piscar de olhos para do lado do outro que acabava de chegar.
    Mas ele nem se defende, e nem desvia do ataque dele, e outros 4 jovens que estavam perto ficam espantados com o poder do outro. Myu ao observar atentamente, vê uma bola de energia em volta do rapaz que havia acabado de chegar.
    - Aquilo é o Seikuuken... eu nunca tinha visto um seikuken tão gigantesco e poderoso desse jeito_ Myu se assusta ainda mais quando revela o poder dele.
    O rapaz olha para Myu, e sorri, e se apresenta.
    - Eu me chamo Junas, eu sou um andarilho. Eu vi que estavam fazendo testes para poder recrutar guerreiros nesta vila, então eu vim. Eu cheguei na hora certa?_Pergunta Junas contente por ainda achar que chegou a tempo.
    - Não... nós já recrutamos esses 4 jovens. Você não pode mais entrar.
    - O que? Sério? Ah, droga... tsc... tudo bem então _Ele se mantém calmo e sua cabeça ainda olhando para cima. – Eu vou ver se a outra vila está recrutando alguém.
    - Não..espere!_Myu grita – Não deixe ele ir, senhor. Talvez nós precisemos dele. Deixe ele ficar, por favor, senhor!!_Myu agora grita desesperada para o senhor de antes, para Junas poder ficar, ela ainda ciente do poder de Junas.
    - O que, você está querendo me dar ordens, ou o que?_ A pessoa cuja nome é Hirui. Junas para na frente deles, e poe a mão no peito de Hirui.
    - Não precisa disso, eu já tava saindo daqui!_Junas fica nervoso com a atitude Hirui e seus olhos refletem toda sua raiva, e Hirui oscila.
    - *Uau, esse cara é realmente incrível* _Fala Um dos 2 rapazes.
    Enquanto observa Junas.
    A garota de cabelos castanhos, chamada Rissa, olha para Myu, e sorri de leve, e olha para Hirui e joga uma espécie de poder em Hirui. Ele cai desacordado, e Rissa sorri de novo.
    - Ei, o que você fez com ele?
    - Eu apenas joguei um feitiço nele para ele acordar e esquecer dos últimos 10 minutos. Assim nós podemos enganar ele quanto ao senhor Junas ali, e falar que ele foi aceito hihihihi _ Rissa fala com um tom suave, e um dos rapazes se sente atraído pela voz dela.
    - A-ah, sim. A propósito, eu me chamo Taksehi, prazer em te conhecer. Desculpa se aquela hora eu pareci meu ríspido com vocês duas. _Takeshi se desculpando em tom de cortesia para cima dela, dá um sorriso.
    - Ah, aproveitando. Eu me chamo Kakkei, prazer em conhece-las. Espero que possamos ser amigos _Fala Kakkei com a mesma atitude de seu parceiro.
    - Sim, prazer em conhece-los rapazes.
    Enquanto isso, Junas está do lado de fora, e parece estar preocupado com algo. Ele olha para o horizonte fixamente.
    - Ei, vamos nos apressar. Vamos deixar esta vila!_fala Junas olhando para frente, enquanto os outros 4 estavam lá dentro.
    - O que foi, Junas-san?_Myu saindo da sala correndo fica olhando assustada.
    - Eles já estão vindo. Vamos sair desta vila agora, antes que seja tarde.
    - Mas o que? Nós vamos deixar esta vila assim abandonada? E os moradores da vila?_Pergunta Kakkei espantado com a atitude de Junas.
    - Tsc... é incrível como vocês vieram para cá sem saber de nada. Esta vila é apenas uma faixada. Apenas para atrair os monstros da cidade, e eles pensarem que todos morreram, mas por causa deste homem, ele fez eu liberar um pouco de meu poder, e os monstros sentiram. Então... nós temos que partir para o verdadeiro local onde nós temos que estar. A organização de Exorcistas, onde misturaram as duas “Vilas” desta cidade. Ela é chamada de “Perfect Symmetry. Agora vamos.
    Junas usa uma velocidade assustadora, pega Hirui do chão e parte com ele- Eu creio que vocês possam me acompanhar né?_Enquanto fala isso ele olha para trás e vê os 4 o seguindo em uma velocidade surpreendente também. Junas sorri e eles seguem em frente.

    3 pessoas chegam na vila agora desabitada, e uma delas pega um pouco da areia do chão, bota em seu nariz, para poder sentir o cheiro de algo – para rastrear –
    - Eles estiveram aqui... mas o cheiro vai até aqui... eles sabem esconder seus poderes, e cheiros?!? Não acredito que existam humanos tão evoluídos assim _ Sorrindo, aparece uma mandíbula na frente de seus dentes.
    avatar
    Sousuke
    Advanced
    Advanced

    Masculino
    Número de Mensagens : 486
    Idade : 26
    Localização : Logo ali...virando a esquerda, depois a direita
    Anime Favorito : Yu Yu Hakusho
    Personagem Favorito : Seu Madruga
    Data de inscrição : 26/06/2008

    Re: [Fan Fic /Sobrenatural - Romance] Perfect Symmetry

    Mensagem por Sousuke em Dom 30 Maio 2010, 19:01

    Capitulo 2: Histórias sombrias


    Já em frente a porta que levava a um prédio gigantesco, e com uma bandeira com uma estrela no centro da bandeira, está Junas, Myu e os outros olhando para o portão gigantesco. Ninguém acreditava que aquela “sede” tendo como um prédio gigantesco, e muito moderno, pudesse ser a tal Vila da qual eles falaram que seria. Exceto por Junas, que aparentava saber de muito mais coisas que ele fazia parecer.
    Ao chegar ainda mais perto do portão, eles ficam encarando o portão, e logo surge uma voz vindo do comunicador que estava ali.
    - Por favor se indentifiquem _Alguém lá de dentro avisa para eles se identificarem.
    - Caramba, isso aqui é mesmo seguro._Fala Myu olhando surpresa.
    - Sim, sou eu Junas _Ele fala com um tom sombrio. A personalidade de Junas havia mudado drasticamente.
    O portão se abre, assim que Junas se revela, e causa um certo desconforto em Myu, Rissa, Kakkei, e Takeshi.
    - Ei Junas, porque quando você falou que era você, eles abriram o portão imediatamente?_Pergunta Kakkei
    Junas olha para Kakkei com um olhar assustador, como se prendesse Kakkei entre a parede apenas com seu olhar, agora sinistro e sombrio.
    Um homem vem a porta para recepcionar os novos 4 integrantes da vila. Ele parecia contente com a chegada deles. Mas lamentava – de forma estranha – a morte do ancião.

    - Muito bem, vamos entrando. Eu vou apresentar vocês a todos lá dentro, incluindo a Junas. Acho que ele não foi totalmente sincero com vocês hehehehe. _Diz a pessoa sendo gentil com eles, e dando uma risada seguido de um suspiro.
    - O que você quer dizer? Ele mentiu para nós?_Pergunta Rissa totalmente confusa.
    - Não. Ele só não contou tudo para vocês _Enquanto falava, uma menina com uma pele branca e suave, com seus cabelos negros batendo na altura de suas costas, aparece.
    - Oro, pode deixar comi..go_A garota com um tom suave e com um olhar meio distante. – Deixe que eu apresento-lhes a todos.. os outros.
    - *Uau que menina bonita... será que ela casaria comigo? Hoho*_ Kakkei começa imaginar coisas, e fica vermelho por ver a menina. Mas logo olha para Myu, e também fica corado, e o faz esquecer da menina.
    - Eu me chamo Keiko, prazer em conhece-los.
    Assim que todos se apresentam, com a mesma cortesia de sempre, eles vão para dentro, e lá conhecem outras pessoas, com quem logo se simpatizam. Mas, algo os intrigavam. Junas não estava em algum lugar e o que o homem, oro, havia falado para eles, haviam os intrigados ainda mais. Keiko percebe a impaciência deles, e percebe que se tratava disso.
    - Vocês querem saber sobre o Jun...as _Pergunta Keiko de novo com seu tom suave e delicado.
    - S-sim, por favor nos conte. Eu queria muito saber._Fala Rissa olhando para Keiko.
    - Muito bem. Vamos todos...para o meu..quarto então. Lá eu vou lhes contar tudo sobre ele. E talvez eu conte sobre... mim também.
    - Oh, contar sobre você. Você tem um passado triste Keiko-chan?_Uma pergunta indiscreta de Takeshi, faz Keiko olhar para baixo, mas logo depois sorri.
    Myu olha brava para Takeshi por causa de sua pergunta para Keiko. Mas logo ela olha para Keiko e via que estava tudo bem. Keiko não se importava com isso. Ao chegar em seu quarto, todos ficam apreensivos, sobre do que era a história sobre aquela pessoa – um pouco bizarra, usando roupas pretas, colar de caveira etc – Keiko senta em sua cama, um pouco empoeirada e bagunçada, e então olha para baixo, e começa a contar sobre ele.
    - Junas, ele... é meu amigo a alguns anos. Eu não conheço ele a muito tempo. Eu o conheci quando ele estava todo ensangüentado numa estrada à beira da morte. A partir daquele momento, minha vida foi mudando completamente.

    *Flashback*

    - Ei, você está bem?!?_Pergunta Keiko desesperada ao encontrar Junas
    - heh... é claro que eu estou bem _Ele dá um sorriso de deboche para cima de Keiko e tenta se levantar. Ao ver que era inútil tentar levantar, ele fica sentado, se segurando para não gritar de dor.
    - Eu vou te levar a um médico. Eu conheço um médico, ele vai... tratar disso, eu te prometo _Keiko sai correndo para uma direção oposta, enquanto isso, Junas sem força desmaia na estrada.

    *voltando*

    Logo depois disso eu vim com um médico que era da minha vila, a vila de “Perfect”. Junas não estava mais lá. Ele havia voltado para onde morava, e onde ele foi ferido daquele jeito.
    - Mas quem fez aquilo com o Junas-san?_Perguntam Myu e Rissa juntas.
    - Foi o próprio irmão dele. O irmão mais velho dele. O irmão dele foi mordido...por um vampiro maligno, enquanto estava dormindo. Então ao se transformar em um vampiro quase completo, ele sentiu um cheiro forte de sangue. O pai de Junas se cortou com uma faca enquanto estava consertando algo, e o irmão de Junas imediatamente atacou seu pai e Junas, porque Junas estava junto.
    O irmão dele se chamava “Taka”. Ao atacar o pai de Junas, Junas entra na frente mas Taka o fere gravemente, e o manda longe...Por se ferir assim, e estar longe, Junas foi rastejando até a estrada para pedir por socorro, mas ele ao me ver não teve coragem de pedir ajuda a mim, apesar de eu ser uma completa estranha, e por ele não me conhecer. O motivo principal de ele não ter pedido ajuda a mim, foi que assim ao me ver ele sentiu um brilho estranho em mim... pelo menos foi isso que ele disse._Keiko para por um instante, põe a mão de leve em sua cabeça, e depois em seus lábios, e continua – Logo depois.

    *Flashback*

    - Ele não está mais aqui... onde será que ele foi?_Keiko desnorteada olha para todos os lados para achar Junas, mas foi em vão.
    - Vamos procurar por ele então._Oro que acompanhava Keiko, era o provável médico.
    Eles partem para procurar por Junas, enquanto isso, Junas chega no local em que seu irmão e seu pai estavam. Eles ainda estavam lutando. Então Junas vê Taka sendo derrotado por seu pai.
    - Você é um pai Inútil, eu não preciso mais de você aqui... cof cof Você traiu a todos nós!_Fala Taka cospindo sangue.
    - Com que direito você fala isso de mim, Taka?

    *Voltando*

    - naquele momento, o Pai deles que era mestre em Kung Fu, manda um poder no meio da barriga de Taka, que mesmo virando Vampiro naquele momento, não era imortal, e então não agüentou.
    Então, Junas viu aquilo sem poder fazer nada. O pai dele logo que fez isso com seu próprio filho, ele não sentiu nenhum remorso. E então sai daquele lugar, e deixa Junas e Taka sozinhos. Sem se importar com os 2 a quase a beira da morte.

    *
    - ..Ju..nas... eu to qua...se morrendo... você... sabe, aquele poder.. daquele velho, não tem comparação..._Taka falando devagar e respirando ofegante. – Então... já que eu.. não posso... matar aquele pai inútil... você irá fazer isso..por mim... mas antes, eu vou...te amaldiçoar!!_A voz de Taka fica mais forte e manda algo para Junas, que ainda permanece quieto. Mas logo em seguida, Junas dá um grunhido alto de dor. E chama a atenção de Keiko e Oro.
    Mas quando Keiko chega no loca, Taka já havia desaparecido, e Junas estava caído no chão.

    *Voltando*

    - Taka havia jogado uma maldição para Junas. Taka tinha uma doença degenerativa, mas por ter virado um Vampiro, aquele doença foi desaparecendo aos poucos, mas não completamente. Então ele jogou essa doença para Junas.
    - Uau... mas que irmão frio._Fala Rissa chocada
    - Na verdade não. Ele ajudou Junas.
    - O que?_Perguntam todos assustados.
    - Sim... ele não jogou só a maldição de sua doença para Junas. Ele transformou Junas em meio vampiro!_Quando keiko fala isso todos ficam espantados.
    - Então, Junas-san, é um inimigo?_Pergunta Myu
    - Não exatamente. Ele sabe controlar suas emoções, e mesmo vendo e sentindo o cheiro de sangue, ele consegue se controlar. Junas me disse, que o irmão dele queria lhe dizer algo com essa maldição, mas não conseguiu, porque logo depois o pai deles voltou e matou Taka. E depois ele sumiu. Quando eu cheguei lá, só tinha Junas caído no chão, e num estado critico.
    - Isso é incrível! Mas como que a doença degenerativa pode ajudar o Junas com isso?_Pergunta Kakkei curioso.
    - A doença degenerativa que o irmão dele passou é a diabetes. Sabendo que o açúcar vai para o sangue, e a pessoa sendo diabética, ela não pode comer, nem tomar açúcar, é como se ela tomasse açúcar. Junas consegue se controlar por causa disso. Eu acho que o irmão dele fez isso de propósito. Com ele virando meio vampiro, e sendo um vampiro do “bem”, ele poderia se tornar muito poderoso. E aconteceu isso mesmo. Mas ele não gosta de falar muito sobre isso. Mas pra mim parece que o irmão dele planejou tudo isso perfeitamente.
    - Isso é incrível... Keiko-chan você também é assim igual ao Junas-san não é mesmo?_Pergunta Myu
    - Sim, todos daqui são meio “monstros” e meio humanos. Alguns até tem 10% de monstros em suas veias, e 90% humanos. E claro, existem alguns que são 90% monstros, e 10% humanos, essas pessoas são extremamente poderosas. Creio que vocês vão se deparar com alguém assim, muito em breve. Junas tem 75% de monstro em seu sangue. Vocês não são diferentes. As suas marcas em seus corpos é uma prova disso não é?_Fala Keiko sorrindo. – Mas, eu ainda tenho que lhes contar o verdadeiro motivo por qual eu estou lhes contando esta história do Junas... _ Keiko olhando temerosa de algo fala para eles virando seu olho, mas antes de terminar, Junas chega.
    Junas abre a porta, e fica olhando para Keiko que permanece surpresa por Junas entrar tão de repente. Junas avisa Myu, Rissa, Takeshi e Kakkei de que eles vão sair em uma missão.
    - Espere Junas, você não pode fazer isso!!_fala Keiko com um tom mais ríspido.
    - Sim, eu posso. Essas são ordens do ancião Hatori, o meu pai. Ordens são supremas, vocês deveriam segui-las _Fala Junas se virando de costas para eles.
    - Espera ai. Ele disse ancião?!? O ancião não morreu?_ Pergunta Kakkei totalmente confuso.
    Junas para de andar, olha para trás com seu olhar frio de novo, e depois parte.

    Numa sala separada da de todas, clara, e com várias mesas e cadeiras, está o ancião Hatori, aquele mesmo que havia “morrido” naquela vila quando Myu e os outros chegaram.
    - Agora me mostre suas evoluções. Eu tenho certeza que eles vão se encontrar com aquele monge. E se Junas se intrometer nesta missão, vai ser melhor ainda._Fala Hatori com seus olhos amarelos e olhando para a janela enquanto se diverte com a situação em que botou Myu e os outros.

    Quando Myu, Takeshi, Rissa, e Kakkei se preparam para ir na missão que era para salvar um orfanato que foi atacado pelos monstros, Keiko chega, e lhes avisa que também vai na missão. Junas observa de longe, dá um suspiro em meio a escuridão em que estava observando Keiko e depois some de novo.
    - Vamos logo. Nós precisamos salvar aquele orfanato _Fala keiko alegre, e depois dá uma olhada discreta para trás, percebendo que Junas estava ali.
    avatar
    Sousuke
    Advanced
    Advanced

    Masculino
    Número de Mensagens : 486
    Idade : 26
    Localização : Logo ali...virando a esquerda, depois a direita
    Anime Favorito : Yu Yu Hakusho
    Personagem Favorito : Seu Madruga
    Data de inscrição : 26/06/2008

    Re: [Fan Fic /Sobrenatural - Romance] Perfect Symmetry

    Mensagem por Sousuke em Sex 11 Jun 2010, 17:30

    Capitulo 3: O monge diabólico


    Partindo para missão, mas agora numa estrada asfaltada que ligava a cidade, diferente da outra vila falsa que era de terra, e completamente esburacada, eles vão para a missão. O sol batia em seus rostos. Ainda não havia se pondo. Chegando perto da cidade havia uma aglomeração de pessoas. O Orfanato ficava um pouco afastado da cidade, quase nenhum cidadão sabia do ocorrido.
    - Hum... parece que já estamos nos aproximando do orfanato. Agora não podemos mais usar nossa velocidade, isso assustaria os cidadãos. Mas mesmo assim devemos apressar nossos passos_Kakkei destraido – mas concentrado em sua missão, olha para frente sério.
    - Sim, você tem razão Kakkei. Mas, Keiko-chan, não seria melhor, se nós nos separarmos? _Fala Myu com seu olhar fixamente em Keiko.
    - Sim, é o melhor a se fazer. Eu vou com Keiko e Rissa, enquanto os 2 rapazes ali, vão sozinhos.
    - Ahh, mas porque, eu queria ir com a Rissa-chan _Takeshi fazendo bico – com um rosto extremamente desapontado, não consegue disfarçar seu desapontamento evidente.
    Rissa fica envergonhada, e mira seu olhar para baixo, ficando corada. Keiko dá um leve sorriso, e olha para Myu que também sorri.
    - Tudo bem então... vamos logo Kakkei... vamos terminar logo esta missão_Takeshi puxando kakkei pela manga da camisa ainda fixa seu olhar agora ríspido para frente para terminar a missão.

    Eles partem para o local do orfanato, e se deparam com as pessoas muito assustadas. Kakkei e Takeshi são os primeiros a chegar no local, enquanto Myu, Keiko e Rissa ficam na floresta para ver se tem algum movimento estranho do inimigo.
    Kakkei e Takeshi percebem algo estranho dentro do orfanato. Uma pessoa emanando uma aura forte que fazia eles perderem a respiração abre a porta e passar por ela, com seu olhar inconfundivelmente maligno, e em suas mãos está uma cabeça de algum “bixo”
    - O que é aquilo na mão daquela pessoa?_Kakkei espantado com a cena, engole seco e fica com seus olhos fixados naquilo
    - Quem é esse cara... ele me faz sentir como se eu tivesse queimando por dentro.
    Keiko Myu e Rissa percebem a pessoa saindo, e se aproximando de de Kakkei e Takeshi.
    - Não acredito nisso... É o Akaba, o monge!_ Keiko fica espantada ao ver Akaba ali naquele lugar.
    - O que, esse é aquele monge que o ancião havia falado?_pergunta Myu.
    - Sim, é ele mesmo. É claro, que provavelmente o ancião falou aquilo de brincadeira. Apesar de eu não saber o que se passa na cabeça do ancião. Akaba é o tipo de pessoa que não se junta a ninguém. Ele odeia todos os monstros e os humanos também. Ele não se junta com ninguém.
    - Então, ele é um inimigo. Nós vamos ter que enfrenta-lo. Aquele Seikkuken que ele está usando, está em modo de ataque, e é bem maior que o do Junas-san mostrou hoje mais cedo. Ele não está aqui pra brincadeiras. Ele vai matar Kakkei e Takeshi. Vamos ajuda-los Keiko-chan_Fala Rissa com sua voz agora um pouco rouca pelo desespero que toma conta dela.

    Antes que eles , e até mesmo Kakkei e Takeshi pudessem reagir, Akaba – ainda com uma cabeça de um dos monstros que ele havia aniquilado em suas mãos, chega do lado de Kakkei e Takeshi numa velocidade incrível, e da um suspiro e sorri abertamente.
    - Humph... mais gente fraca para mim matar... eu estou ficando farto disso _Akaba se virando e tentando dar um chute nas costas de Kakkei, mas antes que pudesse acertar em kakkei, Junas, chega e defende seu chute com uma de suas espadas – ainda banhada.
    - Finalmente saiu da toca, Junas. Já não agüentava mais você ficando me observando, e observando seus amiguinhos. Faz quanto tempo que não nos vemos? 5 anos? Desde antes de seu irmão morrer. Eu fiquei sabendo que você agora está bem mais poderoso que ele. Embora eu duvide muito disso_Akaba mantém seu tom de deboche e sarcasmo para Junas, que não se irrita com isso.
    - Eu quero ver se você está tão forte como todos dizem_Ainda com seu tom de deboche para cima de Junas, Akaba com apenas um movimento, joga a cabeça para cima e o corta com suas mãos afiadas e grandes.

    Keiko sai de onde estava escondida, e vai em direção a Junas, e Kakkei e Takeshi que ainda permanecem perplexos pela situação em que se encontram.
    - Não faça isso Junas, não caia na provocação dele. Você sabe que não pode derrotá-lo.
    Junas olha – ainda com seus olhos queimando de ódio por algo que Keiko falou para ele, e a ignora.
    - Ohh, quem é essa “belezinha” ai, Junas? É sua namorada?_Pergunta Akaba se interessando em Keiko e a fica encarando.
    - Você sabe. não é Junas? Eu sou meio monstro, eu um meio “Incubus” para dizer a verdade. Eu me transformo em humano para poder ter relações com humanos... E vou ser sincero contigo... o cheiro dela está me atraindo e muito. Ela é muito linda. Se ela não é sua namorada, eu posso ir a vontade não é?
    - Cale a boca!!! _Junas agora fica irritado com Akaba, por ainda estar com seu tom de deboche.
    - Hoo, agora ficou irritado? Vamos ver até onde isso vai.
    Junas saca 3 de suas espadas. Parte para cima de Akaba com suas espadas dançando em seus dedos, e faz um movimento de costas e confunde Akaba, que logo percebe seu movimento, e o ataca de surpreso por trás, mas Junas saca sua 4ª espada de suas costas e defende com muito esforço o ataque de Akaba. Akaba mostra sua transformação de incubus e surge duas asas em suas costas, e sai voando - em volta de Junas que fica olhando para o céu, ainda com seu olhar de fúria.
    Junas põe sua espada na frente de seu rosto, e fecha seus olhos, quando abre, surge várias espadas e algumas rosas entre as espadas, e vão atrás de Akaba, que fica assustado.
    - Esse poder é interessante... Ele certamente está mais forte_Akaba corre contra as espadas e desvia de todas elas– Mas, não é o suficiente.
    Akaba para bem atrás de Junas, que não percebe seu movimento rápido e cortante como o vento. Akaba atinge as costas de Junas com seu chute poderoso, e Junas sem reação voa para em direção ao orfanato.
    Junas voa de lado para o lado do orfanato onde tinha uma barra de ferro pendurada verticalmente, e bate com toda força na barra de metal. Os ossos de Junas se quebram... virando pedacinhos – como farelos de pão torrado. Suas costelas agora estavam em pedaços pequenos. Ele cai no chão ainda sem reação – provavelmente já desmaiado pelo choque e por suas costelas quebradas.
    - JUNAS!!!!!!!! _Keiko corre para o lado de Junas, mas é surpreendida por Akaba, que ainda com suas asas, fala para Keiko que se não quiser que Junas morra ela teria de ficar com ele.
    - O que?
    - Sim, isso mesmo. Ou você quer que eu, o destrua completamente?
    Junas se levanta ainda com sua boca cheio de sangue. Ele cospe sangue, e bota uma de suas mãos sobre a altura de sua costela, e fazendo uma careta de dor, mas sem sair som algum de grunhido de dor.
    - Não.......... faça isso.... keiko...._Junas já não consegue se manter acordado. Keiko olha para Junas com um rosto triste por ver ele naquele estado.
    - Tudo bem, eu aceito. Mas...você terá que se tornar um dos guerreiros de “Perfect Symmtry”, e nos ajudar a acabar com esses monstros.
    - Oh, agora você quer me propor coisas, mesmo Junas estando em perigo? Haha, interessante.... Mas tudo. Para mim não faz diferença, desde que eu fique de seu lado_Fala Akaba voltando a sua forma originalmente de um ser humano. Keiko olha fixamente para Akaba e abaixa sua cabeça olhando para os seus pés.
    - Sim... então vamos levar Junas de volta, e tratar das feridas dele.
    Myu e Rissa ficam chocadas com o estado de Junas, e não conseguem acreditar.
    - Junas-san... como pode ele estar neste estado _Myu põe suas mãos em frente a sua boca, e seus olhos parecem de pena. - *Esta pessoa é realmente forte. Mas ainda não consigo entender porque Keiko-chan aceitou os termos dele*.
    Eles voltam para Perfect Symmetry – com a missão cumprida já que Akaba havia matado todos os monstros, e salvou as pessoas de lá. – mesmo que sem querer.
    Junas fica todo enfaixado sobre seu tórax e deitado em sua cama. Agora seu olhar gentil ele olha para o teto.
    - *Eu ainda sou muito fraco. Eu não posso controlar meus sentimentos também. Droga _Junas sente uma ponta de tristeza, e agora com um olhar de tristeza profunda e pesar ele olha para o lado e ver Myu entrar em seu quarto.
    - Junas-san... eu sinto muito pelo que aconteceu hoje. Se eu fosse mais forte, eu poderia lhe ajudar. Me desculpe _Myu começa a chorar e passando levemente suas mãos em seu rosto para limpar as lágrimas.
    - Você não tem culpa disso Myu.... você e os outros estão aqui a apenas 1 dia. Eu não quero que vocês se envolvam em muita coisa aqui..._Junas fazendo uma careta de dor, fecha um de seus olhos, e logo em seguida da um leve sorriso para Myu.
    - Não _Myu cortando Junas com sua voz mais ríspida – Eu não quero que você e Keiko-chan fiquem com todo o trabalho. Eu também quero ajudar, e tenho certeza que Kakkei, Takeshi e principalmente Rissa também pensam assim. Por favor... eu irei ficar mais forte, e irei lutar junto de todos vocês _Com seu sorriso largo em seu rosto, Myu mira em direção a Junas, que também sorri.
    - Sim... eu sei...que... você é uma pessoa forte.
    Enquanto isso, Kakkei, Takeshi e Rissa também vão visitar Junas em seu quarto.
    - Com licença. Nós viemos lhe fazer uma visita hehehe _fala Kakkei.
    - Sim, obrigado. E desculpe também.
    - Hum? Desculpa pelo que?_ Pergunta Rissa confusa.
    Junas olha para o rosto gentil de Myu, e da um suspiro como que não tivesse nada a dizer.
    - Nada... eu estou delirando hoje. Apenas isso.
    - Bom... eu sei que essa não é uma boa hora, mas Keiko-chan me pediu para lhe avisar de que ela estava partindo para outra sede – na região norte, com Akaba, para poder coletar informações e treinar junto com ele _Fala Kakkei relutante, quanto a expressão de Junas quanto a isso.
    Myu olha para Junas ainda com seu olhar de satisfação. Ela sorri pois percebe que Junas sabia que isso seria o melhor para ela, e ele havia ficado contente, e ela também fica contente por isso.
    Kakkei sai da sala, primeiro, observando Myu. Takeshi olha para Rissa – como se somente ela importasse para ele, e então Rissa se vira para o encontro dos olhos de Takeshi.
    - Rissa, você quer dar uma volta comigo?
    - S-sim, claro, porque não. Junas-kun...você irá ficar bem com a Myu não é?_Fala Rissa dando um riso de leve em tom de deboche com Myu, que fica corada em seguida. Junas também sorri em resposta.
    - Sim, vai ser difícil, mas eu vou tentar ficar bem.
    Junas e Myu conversaram por horas, com um fazendo perguntas para o outro, e assim ficou por 3 dias seguidos até a recuperação de Junas – Ele se recuperava 2 vezes mais rápido graças a suas celular de metade de vampiro que o beneficiavam. Eles viram amigos rapidamente, o que causava um certo desconforto para Kakkei que via Myu com outros olhos.
    Kakkei vai para o quarto de Junas - já que ele ainda tinha que ficar de repouso.
    - Junas..._Ele com um tom mais cortante que o normal.
    - Hum..? O que foi kakkei?
    - Por favor... me diga... o que você sente pela... Myu? _Ele pergunta falando um pouco mais devagar sem o tom cortante.
    Junas da uma gargalhada, e olha para Kakkei, que estava envergonhado.
    - Eu sinto apenas um carinho de amigo. Confesso que passei a gostar muito dela nesses últimos dias, já que ela me fez companhia. Mas, eu não gosto dela do jeito que você pensa... ou do mesmo jeito que tu gosta..hahaha _Junas parece não agüentar segurar seu riso, e continua a gargalhar.
    - C-certo... me desculpe então..por pensar isso.
    - Oh, certo, certo. Eu só ri porque achei engraçado. Na verdade é interessante você estar gostando dela...pois ela parece gostar de voc~e também.
    - Sério?_O tom de Kakkei muda para algo esperançoso.
    - Sim.. você devia chamar ela para sair.
    - Oh, sim. Um dia eu farei isso.
    - Não. Faça agora mesmo. Chame ela, para sair, antes que algum lobo “ataque” ela, e chegue na sua frente_ Fala Junas fazendo uma piada.
    Kakkei ri junto com ele, e então sai do quarto de Junas com um sorriso cativante.
    - Obrigado, Junas!
    - heh.
    Junas fica em seu quarto pensativo sobre os dias que se passaram. Então resolve também sair – para as montanhas para poder treinar e se ver livre de seus pensamentos torturantes.
    O ancião – pai de Junas na verdade, chega por trás dele.
    - Junas, você vai mesmo? Agora que Akaba se juntou a organização, ela está mais forte, mas lembre-se que ele e Keiko saíram para coletar dados sobre o líder, e também foram treinar. Você saindo assim irá nos enfraquecer. Nós precisamos de você _fala seu pai botando suas mãos sobre o ombro de Junas.
    - Não. Eu tnho certeza, que essas 4 pessoas – se referindo a Myu, kakkei, Rissa e Takeshi – são muito poderosas. Eu já te falei sobre eles não? Mas parece que eles tem um poder escondido... que só liberam quando alguém esta correndo perigo. Isso seria um poder para proteger os outros. Isso é o poder da “compaixão”. É mais forte que qualquer outro. Não acha? _Fala Junas com um sorriso discreto e torto.
    - Certo. Claro que eu não sei do que você está falando...porque eu não tenho tempo para conviver com eles... mas eu confio em você.. filho._Fala o ancião agora tirando suas mãos do ombro dele, e se virando de costas. – Você não vai se despedir deles?
    - Não... eu odeio despedidas..._Junas se virando ao caminho contrário de seu pai, parte com sua velocidade desconcertante. Indo para as montanhas para treinar, sem perspectivas agora.

    Myu fica sozinha e sente a falta de Junas. Ela percebe que ele foi para algum lugar para treinar.

    - Eu agora também vou treinar... Eu vou mostrar a Junas-san, a Kakkei e aos outros, que se me esforçar eu posso ser muito poderosa._fala Myu com sua disposição de sempre.
    avatar
    Sousuke
    Advanced
    Advanced

    Masculino
    Número de Mensagens : 486
    Idade : 26
    Localização : Logo ali...virando a esquerda, depois a direita
    Anime Favorito : Yu Yu Hakusho
    Personagem Favorito : Seu Madruga
    Data de inscrição : 26/06/2008

    Re: [Fan Fic /Sobrenatural - Romance] Perfect Symmetry

    Mensagem por Sousuke em Ter 03 Ago 2010, 19:09

    Capitulo 4: Combinação



    - Myu..._Uma voz ecoa sobre os ouvidos de Myu, e ela olha para trás, para quem havia lhe chamado com uma voz tão graciosa. – Abra seus olhos. Há muitas coisas erradas, no lugar onde você está agora. Não deixe que isso passe desapercebido _A voz começa a ficar cada vez mais fraca, até se tornar impossível de ouvir. Myu corre para a escuridão desnorteada com aquilo tudo, e então tudo fica claro novamente.
    - Myu – heii Myu. Acorde, o Ancião está nos chamando._Fala Rissa olhando para o rosto de Myu enquanto ela abre seus olhos lentamente, e vendo que amanheceu.
    - Oh.... quantas horas?_Pergunta Myu se levantando lentamente, com seus cabelos embaraçados, e seu rosto amassado.
    - Já está tarde._Responde Rissa a Myu.
    - Sim, mas tarde, que horas?_Pergunta Myu com sua voz parecendo mais como um gemido.
    - Vamos logo. Acorde. Nós temos uma missão para cumprir. O Ancião está nos chamando.
    - Sim, sim!!
    Enquanto Myu ainda se levantava para se arrumar para se encontrar com o Ancião, Kakkei e Takeshi estão treinando, separadamente - numa sala de treinamento, que fica acoplada junto com cada quarto.
    Eles parecem manter um nível de concentração, com seus olhos fechados, e calmos.
    Kakkei começa uma transformação. Vários pêlos começam a crescer sobre seu corpo. Seu corpo também começa a crescer. Os seus 1,76 viram 1,90. Com seu corpo maior, e com mais músculos, ele vira um Lobo. Seus olhos ficam amarelos como um ouro. Sua transformação dura apenas alguns segundos – se não, por 1 minuto. Ele volta ao normal... e parece estar cansado.
    Takeshi parece fazer o mesmo que Kakkei, enquanto fica concentrado. Em seu corpo começa a surgir algumas, escamas, braças e que brilhavam com a luz do local. Ele vira uma serpente “Basilisco”. Com sua mandíbulas mostrando ser afiadas, e com seu olhar tremendamente assustador. Assim como Kakkei, ele fica nessa forma por alguns segundos, e depois que volta ao normal, ele parece ficar exausto, e confuso.
    - Eu não entendo. Porque eu nunca consigo ficar nesta forma por muito tempo. Ela pode ser uma forma nojenta, e tudo mais, mas eu preciso dessa forma para mim poder proteger a Myu_Fala Kakkei com seu tom de voz muito confuso, e frustrado.
    Em cada quarto, duas pessoas chegam e avisam a kakkei e Takeshi de que o Ancião havia lhes chamado.
    Chegando na sala do Ancião, Myu e Rissa já estavam lá há algum tempo – enquanto Takeshi e Kakkei entram com seus olhos se revirando por toda a sala, até se fixarem nelas.
    - Oh, Rissa, Myu, vocês já estão aqui!_Fala Kakkei tentando desfarçar sua frustração. E em seguida Takeshi o acompanha.
    - Sim, Rissa inclusive me acordou a força. _Myu olha para Rissa, e Rissa dá um leve sorriso para ela.
    Todos estavam apreensivos, e curiosos sobre o que o ancião iria pedir para eles fazerem desta vez. O ancião se apresenta a eles, e o nervosismo evidente – fica ainda mais claro, depois de Takeshi ver o ancião e trincar seus dentes um no outro.
    - Vejo que estão todos aqui. Muito bem... Eu creio que vocês devem estar se perguntando, porque de eu ter chamado vocês todos aqui. Bom, o motivo é simples – Vocês não conseguem ficar em suas formas “Hereges” por muito tempo – Então, eu resolvi lhes ajudar sobre isso.
    - O que... mas como você sabe sobre isso?_Pergunta Takeshi.
    - É óbvio que eu sei. Basta olhar para suas marcas, na testa, nos braços, e nas costas. Só de olhar já dá pra saber que vocês tem cerca 30% de “monstros” em vocês. E pessoas assim, não conseguem ficar nem 10 segundos naquela forma abominável. Mas vocês podem ser como Junas, Keiko e os outros. Com esse “treino” vocês irão ficar com cerca de 55% de seus poderes.
    Mesmo depois da explicação do ancião eles ficam ainda mais confusos. Ainda tinham muitas duvidas sobre isso.
    - Mas, espere ancião... que treino é este que vamos fazer para ficarmos tão fortes? E qual a percentagem de poder de Junas-san, Keiko e Akaba?_Pergunta Myu muito curiosa.
    - Vamos por partes - Eu irei responder primeiro os poderes de Junas, Keiko e Akaba – Junas tem 70% de poder de monstro, Keiko tem 77%, e Akaba tem 85%. Mas esses poderes não são muito corretos, eles variam muito. E mesmo a pessoa tendo 85, não quer dizer que seja mais forte que o que tem 70. Isso depende apenas de concentração para controlar seu poder. Keiko passou pelo mesmo “treino” que vocês irão passar agora, então, dá pra ter uma noção de que vai dar tudo certo.
    Agora, sobre o treino.... vocês irão sair numa missão, para derrotar 2 integrantes do grupo de “Hereges”.
    - Grupo de Hereges?!? O que é isso?
    - Oh, vocês não sabem, é mesmo. Os “Hereges” seriam uma organização de monstros de classe “S”, e que se opuseram aos “Exorcistas”, que somos nós. E eles tem todos seus integrantes controlando seus poderes, acima de 90%. Há boatos de que o líder da organização é o único com seu poder com cerca de, 95%, e controlar sua forma de humano e ainda assim continuar vivo.
    - Então quer dizer que se alguém chegar numa percentagem de 95% de poder, ela poderá morrer?
    - Sim, isso mesmo. Eu não sei qual o segredo desta pessoa, mas o fato é que ela continua viva. Então... agora que vocês sabem de todos os detalhes, eu irei mandar todos vocês em uma missão... a sua missão é: Derrotar 2 Hereges que estão em uma missão neste exato momento em nossa região. Mas tomem cuidado com eles. Mesmo eles sendo em 2, e vocês em 4, eles ainda tem a vantagem, por poderem controlar seus poderes, além de serem mais treinados e bem mais poderosos que vocês._termina o ancião, com uma frase não muito animadora para eles.
    - Espere ancião – se eles são bem mais poderosos que agente, porque está nos mandando nesta missão?_Pergunta Rissa.
    - Eu já lhes disse. É para o treinamento especial de vocês. Eu tenho certeza que depois disso, vocês conseguirão libertar os seus poderes.
    - Como você sabe disso?_Fala Myu com um tom de desconfiança e mais ríspido, com seu olhar sério, encarando o ancião.
    - Porque, Keiko e Junas evoluíram desta forma. Então eu acredito que vocês também possam evoluir assim. Esses inimigos são perfeitos para vocês. Aproveitem antes que as coisas fiquem piores _O ancião muda seu olhar para um bem mais sombrio, encarando cada um na sala, e criando um clima de apreensão.
    Antes de saírem da sala, o ancião ainda lhe dá as coordenadas de onde os inimigos iriam estar. Eles saem, e vão direto para o local, mas não encontram ninguém lá, então eles se escondem esperando pela chegada deles.
    Atrás de uma pedra estão Takeshi e Rissa, que ficam olhando um para o outro, mas ainda assim ficam atentos.


    - Rissa, você está com medo desta missão?
    - Não... mesmo parecendo que os nossos inimigos são poderosos, eu não estou com nenhum pouco de medo. _Fala Rissa ainda demonstrando estar atenta a qualquer movimento suspeito.
    - Certo. Eu também não estou. Quando eu fico perto de você, eu me sinto tão calmo que é até difícil de descrever. Até antes de te conhecer eu não era assim..._Fala Takeshi olhando para Rissa enquanto dá um suspiro – Talvez seja para mim ficar..._Antes de terminar de falar a rocha em que eles estavam se escondendo se parte no meio com um único golpe. Rissa e Takeshi saem assustados e sem saber o que estava acontecendo.
    Uma pessoa com cabelos negros, e com um olhar distante e frio. Sua roupa era um manto preto que ia até a altura do pé. Ele olha para Rissa e Takeshi – com um olhar frio e distante.
    - são vocês os “Exorcistas” de Perfect Symmetry que estão atrás de nós desta vez?_Pergunta ele com sua voz aumentando um pouco.
    Mesmo depois da pergunta dele, nem Takeshi nem Rissa falam uma palavra sequer, mas ele ainda assim não muda sua atitude e mantém sua calma.
    - Estou vendo que vocês não gostam muito de falar. Eu gosto disso. Se vocês não gostam de falar, creio que gostem de lutar _Ele sacando sua espada que era inegavelmente maior e ainda mais pesada que ele com uma facilidade incrível, deixa Takeshi impressionado.
    - Oh, o que é isso... aquela espada gigante, ele consegue saca-la com muita facilidade.
    - Não se assuste com isso Takeshi. Ele é poderoso, disso nós já sabíamos, não há motivos para ficar impressionado com isso.
    - Oh! Hehehehe, vejo que a organização de Exorcistas tem pessoas bem interessantes, assim como Shinta-kun havia nos avisado. Mas isso é bom _Agora a pessoa corre para cima de Rissa e Takeshi, com sua espada arrastando o chão enquanto corre deliberadamente para cima deles.
    Takeshi entra na frente de Rissa, abrindo seus braços, em sinal de proteção, e de que iria o enfrentar.
    - Não adianta querer proteger ela, vocês dois vão ter que lutar comigo.
    - Eu prefiro arriscar. Se eu conseguir te derrotar sozinho, ela não precisará lutar _Fala Takeshi
    - Tudo bem. Me mostre sua força_ ele joga sua espada para trás em um movimento com sua mão direita, ele gira, fecha sua mão esquerda, e quando abre, solta um poder em Takeshi. O poder passa de raspão nele, e o corta um pouco.
    - Hum.. Você desviou bem do meu “viortex”. Ou será que foi apenas sorte?
    - Tudo bem. Eu acredito em você. Você já provou ser bastante forte, então eu vou lhe dizer o meu nome. Eu me chamo Aoi. Eu sou um dos comandantes “estelares” de hereges.
    - Comandante estelar de Hereges?!? _Rissa olha confusa para ele.
    - Vocês me surpreendem cada vez mais. Apesar de vocês serem aceitos como Exorcistas naquela “religião” louca, vocês não sabem de nada. Agora eu entendo porque vocês resolveram entrar lá._Diz Aoi mostrando raiva em seu tom de falar. Provavelmente escondendo algo deles.
    - Do que você está falando. Por favor nos conte._Fala Rissa
    - Porque eu deveria lhes contar. Vocês nunca acreditam na gente. Sempre quando alertamos algum Exorcista inocente, eles nos chamam de loucos e nos atacam... sendo assim, esta guerra entre exorcistas e hereges nunca irá acabar até vocês “caírem”_Aoi já muda seu tom, e fica mais ríspido e com seu olhar insano ele sorri e parte para cima de Rissa e Takeshi.
    - Cuidado Rissa, do seu lado esquerdo!!_Takeshi estava longe de Rissa, e Aoi vai numa velocidade assustadora para cima de Rissa... não havia nada de que Takeshi poderia fazer.
    - Pare, Aoi..._Uma pessoa surge e para Aoi.
    - O que... Shinta.. o que você está fazendo aqui?_Pergunta Aoi, com um olhar confuso.
    - Eu vim aqui para te parar, isso é óbvio.
    - Eu percebi isso. Mas me responda o porque disso.
    - Foi um erro, nós termos vindo aqui. Aquelas 2 pessoas ali, Myu, e Kakkei, me contou uma coisa interessante. Então eu percebi que caímos em uma armadilha do nosso inimigo. Então é melhor nós irmos embora._Shinta sai puxando Aoi pelo braço.
    - Espera, do que você está falando Shinta. Me explique isso direito._Enquanto Aoi pede explicações, Shinta some junto com ele. Rissa, e Takeshi não acreditam no que estavam vendo.

    No lugar agora em que Shinta e Aoi estão, Shinta põe suas sobre sua cabeça, e demonstra bastante preocupação.

    - Shinta, shinta..._Aoi chama por ele, mas não há resposta. – Me explique o que foi isso agora._Ainda sem resposta, Aoi dá um grito.- ME EXPLIQUE AGORA, SHINTA!!.
    Ele olha para Aoi, e vai em direção a ele.
    - O ancião, não contou nada para aqueles novos Exorcistas.
    - Sim, isso eu também sei... os outros 2 tinham me contado. Mas, qual é o problema disso?
    - Não é só isso. Keiko, Akaba foram juntos para uma montanha, para “treinar”. Eu tinha uma teoria sobre isso, mas não era certa. Mas eu percebi que era certa, quando aqueles 2 me contaram, que logo depois, Junas também foi viajar, para as montanhas para treinar.
    - Então, qual seria sua teoria?
    - Nenhum deles foi para treinar... eles foram para poder encontrar o verdadeiro monge de todos os caminhos _Shinta ao terminar de falar, flexiona seus dentes um no outro, mostrando nervosismo. Aoi com seus olhos agora distantes, se assusta com que Shinta acaba de dizer.
    - Agora... você entende, não é, Aoi.. Junas e Keiko sabem do plano daquele maldito ancião, e foram procurar pelo monge. Isso quer dizer que a guerra está se aproximando. Quem sairá vitorioso? Qual a “combinação” que será a mais forte de todas?!?...

    - Agora já é tarde hehehe... você descobriu meu plano muito tarde, Shinta-kun, e Aoi-kun. Esta guerra já tem um vencedor antes mesmo de começar._Fala o ancião com um capus cobrindo sua face e seus longos cabelos.
    avatar
    Sousuke
    Advanced
    Advanced

    Masculino
    Número de Mensagens : 486
    Idade : 26
    Localização : Logo ali...virando a esquerda, depois a direita
    Anime Favorito : Yu Yu Hakusho
    Personagem Favorito : Seu Madruga
    Data de inscrição : 26/06/2008

    Re: [Fan Fic /Sobrenatural - Romance] Perfect Symmetry

    Mensagem por Sousuke em Qua 11 Ago 2010, 00:04

    Capitulo 5: O monge excêntrico



    - Risa, posso me sentar, ao seu lado?_Pergunta Takeshi educadamente.
    - Claro, Takeshi-san _Ela tira seu casaco da cadeira para ele sentar.
    - Então, o que você pretende fazer hoje?
    - Eu estava pensando em ir num lago perto daqui para poder treinar. O ancião me recomendou que eu fosse lá. Mas ele me disse também que lá é muito perigoso, e era para mim ter muito cuidado._Diz ela demonstrando um pouco de medo.
    - Eu posso ir com você... se tu quiser...
    - Ah, sério?_Ela logo fica animada, espantando o medo que sentia – Isso seria ótimo Takeshi-san. Vamos logo então._Risa não contém a emoção, não espera, e sai para o portão.
    - Espere, Risa-chan!! Eu ainda não comi!! Risa-chaaaaaaaan!!!!!
    Takeshi grita, mas Risa já não conseguia mais escutar Takeshi.
    - Droga... eu ainda estou com fome._Ele com sua barriga roncando, pega seu prato de comida e sai correndo em direção a Risa.
    Mil chega no refeitório, para tomar seu café da manhã, e procura por Risa.
    - Ué, Risa disse que iria estar aqui me esperando para ir treinar. Será que ela foi sozinha? Bom, deixa para lá, acho que ela ficará bem._Fala Miu, enquanto se prepara para comer, mas quando ela olha para seu lado esquerdo, ela toma um susto.
    - Oi Myu-chan._Kakkei chega do lado de Myu e a cumprimenta, e a faz derrubar seu copo de leite no chão. – Oh não... me d-desculpe, Myu, eu pego outro copo de leite para você.
    - Q-que susto, Kakkei-san... o que você estava fazendo?
    - Eu estava te observando enquanto toma seu café!!
    - Mas porque está me encarando assim? *Será que eu tenho algo no meu dente?*_Myu bota os dedos entre seus dentes, pensando que tinha algo.
    - É só um passatempo mesmo.
    - Bah.. esse cara parece um cachorro no cio _Comenta uma das pessoas que passava ali, e faz Myu rir.
    - Quem é um cachorro aqui ein?!? Seu...seu... Droga.. não encontro palavras para elogia-lo _kakkei se lamentando apóia sua cabeça sobre a mesa.
    - Não se preocupe kakkei-san. Eu não acho que você seja um cachorro. Você apenas parece um _Diz Miu falando enquanto sorri
    Kakkei abre sua boca, não acreditando no que acabava de ouvir.
    - *Eu pareço um cachorro* Ei amiguinho, tudo bom?_Kakkei ainda desolado, vai caminhando para fora, e fala com um cachorro que estava por lá.
    - Kakkei-san....

    Myu observa ele enquanto pensa consigo mesma.
    - *Nos conhecemos a pouco tempo, mas é como se nós nos conhecêssemos a tanto tempo, e visse ele “evoluir”. Talvez essa guerra não esteja perdida, se nós todos ficarmos mais fortes e ajudarmos Junas-san e a Keiko-chan*_Myu dá sinais de que já percebeu que alguma coisa estranha rondava os ares de Perfect Symmetry. Ela olha para os lados como se estivesse procurando algo, e então chama por Kakkei.
    - Kakkei-san... venha comigo, por favor.
    - Oh, o que foi?
    - Vamos treinar no salão de treinos daqui!_Miu – agora com seu olhar sério é acompanhada por Kakkei, que percebe a tensão em seus olhos. Mas ele resolve não falar nada.

    Agora seguindo uma trilha, está Junas sozinho, e com um olhar bem distante. Ele caminha lentamente, parecendo que está atento em tudo que acontece por ali.
    Junas olha para o lado, e quando vira, suas bochechas tem um risco, com um pouco de sangue saindo.
    - Você continua cauteloso como sempre, Sebastian..._Junas olha sorridente para Sebastian, e ele estava sentado tirando seus sapatos. – Ei, o que você está fazendo!!
    - Oh... e ai Junas!!!! A quanto tempo..._Fala Sebastian muito feliz.
    - O que...? Retiro o que eu disse sobre ser cauteloso. Eu queria dizer: “Você continua um paspalho como sempre”. Você não sabia que era eu?
    - Claro que não... você está todo esquisito com essas roupas cafonas, que eu pensei que fosse algum caçador de recompensa._Diz Sebastian distraído no que fazia – ele agora descascava batatas.
    - *Estou começando a me arrepender de ter vindo falar com esse cara...*_Junas põe uma de suas mãos em sua cabeça, e parece estar pensando. Ele olha para cima, e fala com Sebastian. – Eu vim aqui para...
    - Eu já sei... tu quer que eu me junte a vocês – de perfect symmetry, para os ajudar na guerra que está para começar.
    - C-como você sabia disso?
    - Sou vidente._Diz Sebastian com um tom sério.
    - Sério?_Junas espantado começava a acreditar no que ele dizia.
    - Não...
    - .... Eu vou te matar seu desgraçado _Junas parte pra cima de Sebastian extremamente nervoso.
    - Calma, calma, calma!! Era brincadeira hahahahaha!!! Mas será que tu é tão poderoso para conseguir me levar para symmetry?!?_ Sebastian muda repentinamente seu humor, e desta vez fica sério.
    - Isso significa um, “não” como resposta?
    - Não._Sebastian tenta dar um chute na altura de Junas, que vai para trás, mas com seu reflexo acaba defendendo o chute com a bainha de uma de suas espadas.
    Sebastian pega suas duas espadas que estavam apoiadas em uma pedra, e bota ela em sua cintura. Ele saca uma de suas espadas a vai em direção a Junas caminhando lentamente.
    - Me mostre sua evolução, Junas-chan.
    Junas permanece calmo, e saca mais 3 espadas, ficando assim com suas 4 espadas, e toma uma posição defensiva.
    - Oh, cauteloso ein! Mas isso não adianta... porque _Sebastian salta sobre Junas, e o surpreende por trás. Ele tenta cortar a parte do ombro de Junas, mas ele se defende como pode, com uma de suas espadas.
    - Muito bem, seus reflexos estão muito bons. Mas eu já sabia disso desde o começo...
    Junas percebe que na altura de suas costas – mais abaixo, Sebastian estava com sua outra espada a poucos centímetros de distância de encostar em suas costas. Junas se abaixa, e com um movimento com seu pé para trás bloqueia o ataque de Sebastian por baixo, e logo em seguida ele se afasta.

    - hahaha, interessante, Junas. Há muito tempo eu não me divertia assim. Mas você sabe... enquanto tu ficar lutando de brincadeira comigo, você nunca irá me vencer. Lute a sério Junas. Não importa quem seja seu adversário... se é fraco se é forte, se é seu inimigo ou seu amigo, você tem que lutar a sério pela honra de seu adversário. Não me desaponte.
    - Você não sabe de nada... eu não posso fazer isso._Junas ainda em posição de defesa – e sem baixar sua guarda, observa atentamente Sebastian.
    - Eu sei muito mais que tu pensa. Já que você não quer lutar a sério, eu irei te matar aqui._Em um piscar de olhos sebastian vai parar atrás de Junas, e põe sua espada no pescoço dele. – Não adianta... nem seu reflexo aguçado pode impedir que você morra aqui. Keiko irá ficar muito triste por que ela não irá mais ter você para protege-la. Agora morra!!
    Sebastian que antes estava com seus olhos fechados, abre ele, e percebe que Junas havia escapado, e estava a alguns centímetros dele.
    - *Aquele olhar. Essa seriedade em seus olhos, mas mesmo assim ele parece estar tão calmo. Sim.. essa sensação... é o Ryuusei.* Muito bem, Junas... eu também irei lutar a sério agora, mas eu não irei mostrar meu lado “aberração”.
    - Eu também não irei me transformar. Na verdade, faz 2 anos que eu não viro aquele monstro.
    - Entendo... então vamos lutar como “humanos”._Enquanto falava, desta vez foi Junas que parte para o ataque para cima de Sebastian. Junas usa seu ataque combinado de 4 espadas – o Seikuken Yondan. Sebastian desvia de todos os ataques. Ele se abaixa, mas percebe que um de seus fios de cabelo foi cortado, e o ataque de Junas ia ficando mais rápido e feroz. Ainda assim, Sebastian não tirava o olho dos olhos de Junas.
    - *Ele evoluiu muito. Esses olhos calmos, é como se ele fechasse seu coração e não demonstrasse nenhuma emoção, mas eu vejo no fundo de seus olhos, um raio de emoção... e é de tristeza... o que será que aconteceu com ele...?*_Sebastian vai desviando dos golpes de Junas enquanto o observa atentamente.
    avatar
    Sousuke
    Advanced
    Advanced

    Masculino
    Número de Mensagens : 486
    Idade : 26
    Localização : Logo ali...virando a esquerda, depois a direita
    Anime Favorito : Yu Yu Hakusho
    Personagem Favorito : Seu Madruga
    Data de inscrição : 26/06/2008

    Re: [Fan Fic /Sobrenatural - Romance] Perfect Symmetry

    Mensagem por Sousuke em Sex 20 Ago 2010, 13:16

    Capitulo 6: A princesa poderosa, e a prodígio das armas


    - Ei Akaba...!! Espere.
    - Huumm?? O que foi Keiko?
    - Você não sentiu essa sensação agora a pouco?
    - Que sensação? Do que você está falando?
    Keiko olha para o céu, e fica por alguns segundos olhando para as nuvens se movendo de acordo com o vento e então olha para frente de novo. – Nada... deixa... acho que foi coisa da minha cabeça.
    - *Eu realmente senti algo estranho... foi como se 2 poderes gigantescos se chocassem, e causasse um leve tremor de terra*_Akaba caminhando junto de Keiko, começando a se preocupar.

    Na região perto das montanhas aonde Junas e Sebastian ainda lutavam, a luta ainda estava indefinida. Sebastian estava sendo encurralado por Junas que com seus ataques extremamente fortes, e precisos, pressionava, e não deixava Sebastian sair do domínio de seu “Ryuusei”.
    - Você fala para mim levar a sério esta luta, mas você não está lutando a sério, Sebastian.
    - Do que você está falando, Junas? Não sei do que você está falando...
    Sebastian consegue ver as linhas de defesa que Junas havia criado com seu poder, e começa a atacar as linhas com as mãos vazias – sem sua espada. Junas percebe e tenta bloquear os ataques com ataques combinados de suas espadas.
    Sebastian aos pouco vai conseguindo entrar na defesa de Junas, e então ainda com as mãos vazias, ele encosta no peito de Junas, e recua.
    - O que você f..._Junas antes de terminar de falar, solta sangue pela boca, e fica de joelhos.
    - Você pensou que eu só desenvolvi minhas técnicas com espadas? Eu desenvolvi técnicas de artes marciais também, como o Karatê, e o Jiu-Jitsu._Diz Sebastian sorrindo. Mas depois ele percebe que foi ferido por Junas em pescoço na parte esquerda. – Entendo... então você quer dizer que você evolui ainda mais?
    - Não. Eu quis dizer que o meu Ryuusei é invencível.
    - Oh, então você acha que poderá derrotar os “seven sins” e os seus comandantes, e protegerá Keiko, com apenas com este poder?_Diz Sebastian olhando seriamente para Junas, enquanto saca sua espada novamente.
    - Porque você sempre fala de Keiko?!?
    - Porque você é um inútil, que não pode proteger ninguém. Mas não se preocupe. Se você morrer, Akaba poderá proteger ela!
    - Tsc... Vamos acabar com isto de uma vez_Junas pega sua espada que estava em suas costas – a Awakasabi, e guarda as outras.
    Sebastian permanece quieto, e saca suas 2 espadas, e fica em modo de ataque – com as 2 espadas mirando sua ponta para baixo. Uma das técnicas de Sebastian se constituía em correr com elas voltada para baixo, para cima de seu inimigo, e quando chegasse a hora, levantava a espada e atacava o inimigo de surpresa.
    Os dois correm em direção um ao outro e se chocam com suas espadas.

    - O que foi isso?!?_Keiko de novo se assusta com algo, e fica preocupada.
    - ... Eu não queria lhe dizer nada, porque você poderia ficar preocupada, mas esta sensação que estamos sentindo, são de 2 pessoas lutando, e aos poucos, elas estão mergulhando no caminho de Asura._Diz Akaba olhando para o horizonte.
    - Asura? O que está dizendo?
    - Estou falando que há 2 pessoas que seguem o caminho do “bem”, e por algum motivo estão lutando e para ficarem mais poderosas, estão deixando de lado suas emoções nesta luta. Nas artes marciais isto é muito comum. Um artista Marcial deixa de lado suas emoções para mostrar seu verdadeiro poder, pois muitos acreditam que se lutar com emoção, você não poderá derrotar um inimigo que é mais poderoso do que você.
    Keiko fica parada e pensando em algo, e logo se vira para Akaba.
    - Junas...!!_Diz Keiko em voz alta.
    - Não sabemos se é ele mesmo. De qualquer forma... parece que esta sensação já passou. Agora vamos nos encontrar com aquela princesa de uma vez. - *Certamente, parece que vinha de Junas. Se for mesmo ele, ele ficou muito poderoso... não... ele sempre foi poderoso assim, mas escondia este poder, com medo de se perder no caminho de Asura. Mas, será que a outra pessoa que estava lutando com ele é...?
    Akaba está fazendo de tudo para não me deixar preocupada. - *Mesmo eu sabendo da verdade, é melhor eu fingir que não sei de nada*
    - Sim, tudo bem... vamos seguindo em frente então. Eu quero achar esta mulher logo para voltar para “casa”._Diz Keiko dando seus suspiros. Ela já estava cansada e ainda não conseguia esconder seu ar de preocupação.
    Keiko e Akaba passam alguns minutos andando, e sem falar nada, até que Keiko quebra o silêncio.
    - Ainda falta muito?_Pergunta Keiko para Akaba
    - Não... falta pouco, já percorremos a maior parte da estrada._Fala Akaba
    O clima estava claramente tenso, e nenhum dos 2 disfarçava nem um pouco. Os 2 voltam a caminhar quietos.

    À 5 km da onde Keiko e Akaba estavam, onde Junas e Sebastian estavam lutando, Junas está caído – mas sem ferimentos graves, enquanto Sebastian estava sentado numa pedra. Junas acorda desesperado, e vê Sebastian sentado na pedra tranquilamente.
    - Eu perdi...?_Pergunta Junas.
    - Não...
    - O que aconteceu?
    - Nós dois perdemos a consciência naquele último ataque. Eu pensava que você poderia controlar seus “desejos” de matar, Junas. O que aconteceu? Você está se perdendo..._Com seus olhos calmos ele olha pelos lados para Junas. Mas Junas o olha mas não responde a Sebastian.
    - Porque você quer que eu me junte á Symmetry?
    - Precisamos do seu poder..._ Fala Junas ainda caído no chão, extremamente cansado por causa da luta.
    - Diga a verdade._Sebastian olha seriamente para Junas, e ele ri.
    - Então venha para Symmetry comigo. Neste momento pretendemos reunir todos os guerreiros famosos que não foram tomados, e controlados pelo poder dos “Seven Sins”.
    - Vocês querem reunir “guerreiros” para lhe ajudar na batalha? No que isto irá ajudar?
    - Do que está falando?
    - Estou dizendo, que não adianta apenas escolher pessoas poderosas. Tem que ter uma confiança na pessoa para poder juntar forças com ela.
    - Sim, por isso eu lhe chamei.
    - heh... entendi. Você realmente é muito honesto, e bondoso. Eu gosto disso. Eu irei para Symmetry, para lutar ao seu lado Junas. E... já que quer pessoas poderosas, e que possa confiar, eu irei lhe indicar uma pessoa, que poderá nos ajudar muito._Sebastian ao começar a se lembrar da misteriosa pessoa, começa a rir alto, e deixa Junas confuso.
    - Que pessoa é essa?_Pergunta Junas curioso.
    - Só irei dizer quando chegarmos lá. E também, tu irá me contar tudo sobre esta batalha. A propósito, onde está Keiko e Akaba?

    - Eles estão nas montanhas ao norte daqui, para achar a princesa de “Reich”._Diz Junas.
    - Oh, aquela menina irritante?_Pergunta Sebastian mostrando sua preocupação.
    - Sim, ela mesmo - Se você estiver falando da mesma pessoa. Ela é muito poderosa. Ela domina as 4 artes chinesas... isto será de grande ajuda._Fala Junas, já recuperado, e se levantando – ele limpa sua roupa, que estava suja.
    - Aquela menina... tem certeza de que ela não irá matar Keiko e Akaba?!?
    - Não... você não sabe o quanto eles evoluíram. O meu medo é aquele 2 possam se irritar e podem matar aquela menina.
    - Entendo... então eles também melhoraram. Creio que aquela luta será em igual._ Diz Sebastian sorrindo pelo canto da boca, se divertindo com a situação.
    - Isto quer dizer que você lutou com aquela menina recentemente?
    - Sim... ela é muito poderosa... a intenção assassina dela é incontrolável. Mas ela precisa evoluir ainda.
    - Hooo
    - Escuta, Junas, enquanto estávamos lutando, você sentiu aqueles 2 poderes?!_pergunta Sebastian á Junas
    - Sim, eu já sei quem é...
    - Quem...?
    - Vamos indo, temos coisas mais importantes para resolver_Junas vai na frente de Sebastian, e ignora sua pergunta.
    avatar
    Sousuke
    Advanced
    Advanced

    Masculino
    Número de Mensagens : 486
    Idade : 26
    Localização : Logo ali...virando a esquerda, depois a direita
    Anime Favorito : Yu Yu Hakusho
    Personagem Favorito : Seu Madruga
    Data de inscrição : 26/06/2008

    Re: [Fan Fic /Sobrenatural - Romance] Perfect Symmetry

    Mensagem por Sousuke em Sex 03 Set 2010, 11:51

    Capitulo 7: Intenção assassina


    - Junas. No momento que estávamos lutando, você sentiu 2 poderes absurdamente incríveis emanando?_Pergunta Sebastian, enquanto caminha com Junas.
    - Sim... Eu queria poder sentir aqueles poderes de novo. Um deles eu já senti antes.
    - Já sentiu? Quando?
    - Eu não lembro. Eu queria poder lembrar. Bom, talvez se eu tiver a oportunidade de sentir aquela sensação de novo, eu me lembre._Fala Junas olhando para baixo.
    - huuuuummmmm... ok... ei, use seu teletransporte!_Sebastian do nada grita ao lado de Junas, que se assusta e cai.
    - QUAL O SEU PROBLEMA?!
    - Ei, ei, porque está gritando?_Pergunta sebastian asssustado.
    - *Esse cara realmente me irrita*
    - Vamos, use sua telecnese para chegarmos lá mais rápido._Fala sebastian
    - Quem te contou sobre a telecnise?
    - Eu já disse, eu sou vidente!
    - Mas tu disse que estava brincando, quando disse isso_Fala Junas confuso.
    - Sim, eu estava mentindo memso hahahahahahaha!!!_Sebastian tira sarro de Junas, e Junas pega sua espada e ameaça cortá-lo.
    - Ei, desgraçado, mais uma gracinha e eu ti corto, ta intendendo?_Junas fica nervoso, e fala errado, fazendo Sebastian rir ainda mais.
    - cara!!! Você parece um bandidão falando desse jeito! Mas, de qualquer forma, porque você não quer usar a telecnise?
    - Não seja idiota, você sabe muito bem que eu não posso sair usando minha telecinese na hora que quiser. _Fala Junas mostrando uma irritação com Sebastian.
    - Oh? Porque? Seu Papai te proibiu de usar a telecinese, foi?_Sebastian ainda tirando sarro com a cara de Junas, faz uma cara de bebê, para provocá-lo
    - Cala a boca, idiota! Vamos indo. Nós podemos usar o nosso “instinto” e ir mais rápido, assim chegaremos rápido.
    - Não. Use sua telecinese e se transporte. Você não quer usar porque tem medo de mostrar seus verdadeiros poderes aos outros. Está tudo bem, eu não me importo._Fala Sebastian
    - Fuu, você é realmente é um pé no saco!
    Junas fecha seus olhos, e a área em volta deles que tinha pássaros cantando, batendo um vento, tudo fica em silencio por um momento, e sebastian apenas observa em sua volta. Junas logo abre seus olhos, e some daquele local junto com Sebastian.
    - O qu... o que foi isso?! Isso não foi um teletransporte... o que foi isso?_Sebastian confuso, pergunta para Junas.
    - Não. Eu não consigo usar telecinese. Eu não estava querendo usar isso, por causa disso. Eu perdi esse “privilégio” a algum tempo, nada de importante._Fala Junas
    - Perdeu o privilégio?! Bom, não importa. Já que chegamos, vamos entrar. Mas como é um mansão cheia de armadilhas e seguranças, temos que tomar cuidado.
    Enquanto eles observam a casa, Akaba e Keiko chegam também, e ficam surpresos com que vêem.
    - Oh... Sebas...tian?! É você mesmo?_Fala Keiko com seus olhos arregalados de surpresa e felicidade.
    - Keiko... você cresceu..._Sebastian olha pra keiko, e dá um jóia pra ele, e seus olhos brilham.
    - hã?! Do que ele está falando?
    - Nada, nada_ Junas e Akaba acenam com a mão, fazendo sinal de “negativo”
    - Enfim... quanto tempo não vejo vocês...
    Keiko abraça Sebastian, e o deixa surpreso, assim como Junas e Akaba
    - Fico feliz por você ter voltado.
    - Ham... vamos acabar com isso. Nós temos coisas mais importantes para resolver._Enquanto Akaba falava, ele é atacado por alguma arma bem afiada, mais parecendo uma uma tesoura gigante.
    Akaba desvia, chega para trás, e Keiko, Sebastian e Junas olham para sua frente, esperando alguém sair de lá.
    - Quem está ai?
    A pessoa vai caminhando lentamente, e a pessoa se revela.
    - Então é você. Porque você nos atacou?_pergunta Sebastian.
    - Eu não os ataquei. Eu só estava os testando. Eu... não quero que vocês percam o seu tempo me pedindo para os seguir até a vila. Eu quero que vocês venham comigo... eu irei lutar ao lado de vocês, não só eu, como a minha aluna. Venham_A pessoa misteriosa fala com eles como se já soubesse de tudo, e tivesse tudo planejado.
    - Espera ai, como assim você vai lutar do nosso lado... do que que você sabe?!
    - Eu sei que... uma guerra está se aproximando, e precisamos nos unir, se não queremos ser destruídos por um gato “pingado” de youkais...
    Enquanto ela falava, Keiko pensava consigo mesma, naquele momento.
    - *Como que ela sabe disso, mesmo estando distante de tudo, ela de alguma forma sabia disso* - Tudo bem, nós iremos com você. O que você pretende fazer?
    - Eu quero que vocês venham até a minha casa. Vocês ficarão seguros lá. Ah... e mais uma coisa, esqueçam a Myu e Takeshi. Eles não voltarão mais...
    - O que?
    Todos ficam surpresos, menos Junas que parecia saber do que ela estava falando. Junas remeche seus olhos, tentando disfarçar que não sabia daquilo. Ele se lembra da conversa que ele teve com seu pai – o ancião.

    *- Você sabe, Junas... você pode me trair, mas se isso acontecer, Myu e Takeshi entrarão no caminho de sura, e nunca mais serão os mesmo... e com Takeshi e Myu mergulhados em insanidade, vocês perderão essa guerra. Você deve percebido, que ela tem o poder dos “anciões do fogo”. Como ela tem aquele poder adormecido nela, eu não sei, mas o fato é que se ela acordar esse poder, será tão poderosa quanto eu. Mas ela precisará de um “inventivo”, e a insanidade ajudará a ela despertar esse poder... Você irá me trair, mesmo sabendo disso....*
    - “Ei, Princessa irritante, e prodígio das armas... ou devo dizer: “Risa e Kakkei?! nós vamos voltar para Symmetry para salvar Myu e Takeshi. Nos espere aqui.”_Fala Junas usando seu poder para se comunicar pela mente com a princessa.
    Junas olha para trás, enquanto dá uma risada e vê a cara de surpresa dela.
    - “C-como ele sabe di-disso?!_Pensa ela, gaguejando e nervosa.”
    - “Não te explicarei agora”.
    - “Quem é esse cara... como ele descobriu?!”
    - Heh... pronto, agora temos chance de trazer Myu e Takeshi vivos._Pensa Junas, consigo mesmo.
    - Agora vamos indo!!
    - “Humph... esse cara acha que manda em alguém...”_pensa Akaba
    - “entendo, então aquele poder que eu senti... e me deixou arrepiada, foi Myu e Takeshi...”_pensa Keiko
    - “Junas é um cara esperto... ele tem tudo planejado”_pensa Sebastian o olhando.

    Enquanto isso, Myu e Takeshi estão em frente a um riacho... ambos com várias marcas em seu corpo, e agindo de forma estranha...

    - O meu corpo... está... se movendo sozinho... me sinto fraco, e ao mesmo tempo, me sinto tão poderoso..._Diz Takeshi olhando com seu olhar de desespero e depois começa a da uma risada...
    avatar
    Mari
    Administradora Mari
    Administradora Mari

    Feminino
    Número de Mensagens : 1963
    Idade : 27
    Localização : Rio Grande Do Sul
    Anime Favorito : Chrno Crusade, Eureka Seven, VK, SE, Pandora Hearts, Code Geass, Hellsing, Toradora!, SS-Lost Canvas, Natsume, Gankutsuou
    Personagem Favorito : Teresa, Yuuki, Blue, Hige, Maka, Taiga, Sharon, Integra, Rosette..
    Data de inscrição : 02/07/2008

    Re: [Fan Fic /Sobrenatural - Romance] Perfect Symmetry

    Mensagem por Mari em Qua 07 Set 2011, 13:09

    - FanFic bloqueada e movida para o arquivo por desrespeitar as regras. -


    _________________

    @fanimesheaven
    Pedidos de música
    Dúvidas
    Sugestões

    Conteúdo patrocinado

    Re: [Fan Fic /Sobrenatural - Romance] Perfect Symmetry

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 23 Set 2018, 23:44