Animes' Heaven


    [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Compartilhe
    avatar
    zetsu789
    Fan Ficter
    Fan Ficter

    Masculino
    Número de Mensagens : 50
    Idade : 19
    Localização : Amegakure,País da Chuva
    Anime Favorito : Naruto,Death Note,Bakuman,Katekyo Hitman Reborn,Soul Eater,Saint Seiya
    Personagem Favorito : L Lawliet,Byakuran,Mashiro Moritaka,Vongola Primo,Soul Evans,Shiryu
    Data de inscrição : 08/01/2011

    [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Mensagem por zetsu789 em Dom 09 Jan 2011, 21:56

    Bom galera,essa e minha primeira fanfic,então não sou muito experiente.Se vocês gostarem eu escrevo mais.


    Spirits’ Gate


    Coner é um garoto normal,ou seria,se não pudesse falar com espíritos.Desde pequeno o garoto convivia com espíritos bons,que o mergulhavam em uma maravilhosa sensação,diferente de sua vida real.A mãe o amava muito,diferente do resto das pessoas.Para elas,Coner era um garoto estranho que herdou do pai o dom de falar com espíritos.As pessoas tinham medo dele,assim como do garoto e o tratavam como lixo.Porém,quando os estava com os espíritos,o mundo do garoto era completamente feliz.E continuou a ser assim por um tempo.Até Coner conhecer os espíritos malignos.
    Pessoas ruins em vida,ou que sofreram e querem vingança tornavam-se espíritos malignos.Coner começou a temer os espíritos,fossem eles bons ou ruins.Tinha medo que eles lhe fizessem algum mal,ou a sua mãe.Muitos espíritos bons deixaram Coner para sempre,e ele começou a ser perseguido por um espírito maligno.Aonde quer que fosse,esse espírito o seguia,fazendo sentir medo,tristeza,pavor de estar vivo.Porém o pior ainda estava por vir:

    -Mãe,Cheguei!
    Mas não houve nenhuma resposta.
    -Mãe?A senhora está ai?
    Ainda nenhuma resposta.Coner começou a sentir medo,medo de que alguma coisa pudesse ter acontecido.A mãe nunca saia sozinha,ou sem deixar um bilhete explicando para aonde fora.
    -MÃE!A SENHORA ESTÁ AI?!
    Mas nenhuma voz respondeu.
    Coner,dominado pelo medo,correu ate o quarto da mãe,abriu a porta com um chute e encontrou o que mais temia.Sua mãe jazia morta no chão.
    -MÂE!!
    O sangue dela estava espalhado por todo o chão.Coner tentou sentir se seu coração batia,mas não estava ali.O coração fora arrancado.Coner tentou fechar os olho e abri-los novamente,imaginando que tudo seria um sonho,mas não.A mãe fora morta,e Coner sabia exatamente por quem.Ele vasculhou o quarto com os olhos,o medo transpassando sua mente.
    Coner enterrou sua mãe no quintal daquela casa na manhã seguinte.Pegou suas coisas e partiu para sempre.Estava decidido a encontrar o espírito e destrui-lo.Não sabia por onde começar,nem aonde encontra-lo,mas iria procura-lo.

    Fim do Capitulo 0


    Comentários.
    avatar
    zetsu789
    Fan Ficter
    Fan Ficter

    Masculino
    Número de Mensagens : 50
    Idade : 19
    Localização : Amegakure,País da Chuva
    Anime Favorito : Naruto,Death Note,Bakuman,Katekyo Hitman Reborn,Soul Eater,Saint Seiya
    Personagem Favorito : L Lawliet,Byakuran,Mashiro Moritaka,Vongola Primo,Soul Evans,Shiryu
    Data de inscrição : 08/01/2011

    Re: [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Mensagem por zetsu789 em Qui 13 Jan 2011, 20:00

    Spirit’s Gate-Vingança


    A vida e sempre assim,quando você acha que algo vai melhorar,acaba piorando.E como uma lei da vida,tudo piora antes de melhorar.As vezes piora por culpa de outras pessoas,das quais procuramos vingança.Mas a vingança nunca é boa.É um sentimento de ódio seguido de uma vontade de fazer algo ruim a alguém que te fez algo ruim.No caso do Coner,algo muito ruim.

    Uma rua vazia,escura,e ele caminhava.O céu iluminado apenas pela luz da lua,sem nenhuma estrela.A muito tempo não via um céu tão vazio quanto aquele.As janelas das casas humildes do bairro em que moravam estavam acesas,mas tudo era muito silencioso.Então chegou na frente de sua casa.Uma casa relativamente grande e bela comparada com as outras humildes do bairro.Não era rico,mas sem dúvida,sua casa era a mais bela de todo bairro.Mas havia algo estranho ali,as luzes estavam apagadas,fazendo achar que não havia ninguém ali.Sua casa estava vazia.De repente,as luzes de todas as casas se apagaram,a luz sumiu,deixando tudo na mais sombria escuridão.De repente gritos,muitos gritos,e uma janela se acendeu,a janela do quarto de sua mãe.Ele correu pra dentro de casa,e a mãe jazia morta o chão.De repente,Coner acorda de um terrível pesadelo.Acabara de rever o dia da morte da mãe,o pior dia da sua vida.Não fora realmente o que aconteceu,porque quando ele chegou na sua casa naquele dia,as casas não tinham sumido,e a mãe não havia gritado,ou havia?Parte do pesadelo fora real,a noite,o céu vazio,e a pior parte,a mãe morta.Mas o pavor que tinha daquela lembrança tornou o pesadelo pior.
    Coner se levantou do banco da praça em que dormia,a cabeça girando,vários pensamentos,o rosto coberto de suor.Começou a contemplar o céu.Aquela imensidão azul escura da noite,começava a mostrar os primeiros raios do sol.Porque?Porque aquilo tinha acontecido logo com ele?O menino que sempre fora protegido pela mãe do ódio e medo que as pessoas tinham dele,hoje estava sozinho,vagando pelo mundo em busca de vingança.Queria encontrar alguém que o ajudasse,que mostrasse o caminho,alguém que o guiasse ate a seu esperado dia da vingança.Mal sabia Coner que logo encontraria esse alguém.Uma pessoa com os mesmos objetivos que ele,com o mesmo desejo que ele.O desejo da vingança.
    -Olá garoto,quem é você?
    -Eu meu chamo Coner.-Disse o garoto olhando assustado para aquele homem.
    -E o que faz na rua tão tarde assim?-Disse o homem desconfiado
    Coner não poderia dizer o que andara fazendo por 3 anos inteiro.O que iria dizer?”A moço,eu viajo pelo mundo procurando o espírito que matou minha mãe”
    -Eu estava dando uma volta pra esfriar a cabeça- Mentiu ele
    -E porque eu tenho a impressão de que você está metindo e que não come nem toma um banho a um bom tempo?Enfim,você parece que não tem pra onde ir,então venha comigo,vai dormir na minha casa hoje.
    Sem dizer mais nenhuma palavra,Coner seguiu o homem ate sua casa,uma casa pequena e bem humilde,mas com a aparência muito confortável.O homem era meio velho,devia ter uns 54 anos,tinha uma longa barba branca e usava um roupão dourado.Convidou o garoto a entrar e foi na cozinha preparar alguma coisa pra Coner comer.Coner ficou contemplando aquele lugar por um longo tempo.Era uma casa muito humilde,mas muito confortável.Sentindo frio,se sentou numa poltrona muito confortável perto da lareira,onde as chamas crepitavam alegremente,dando aquele lugar um ar totalmente aquecido,que Coner adorou.
    -Senhor,como o senhor se chama?
    -Ah-respondeu o velho sorrindo - Meus amigos me chama de muitos nomes Coner,mas pode me chamar de Sr.Niashi.
    -Sr.Niashi,o senhor não é daqui,não é senhor?-Disse Coner,reparando nos quadros orientais perto da lareira,e uma enorme bandeira do Japão.
    -Ah,nem imagino como descobriu isso kkk-Disse o velho olhando pra enorme bandeira e Coner percebeu uma lágrima escorrer pelo seu rosto-Sinto muita falta da minha terra,da minha casa,da minha família...
    -Mas,porque o Sr veio para cá então?
    -Digamos que minha antiga casa não me trás boas lembranças,então vim embora pra cá.

    De certa forma,Coner viu uma semelhança entre ele e o Sr.Niashi.Os dois haviam saído de casa porque suas antigas casas não traziam bos lembranças.Mas,é claro que esse não era o único motivo pelo qual o garoto saiu da sua antiga casa.

    -Sr.Niashi,desculpe pela pergunta,mas como o senhor me encontrou naquela praça?
    -Bom garoto,eu estava olhando o céu pela janela,contemplando o céu estrelado,quando avistei você dormindo.Fiquei um bom tempo te olhando quando você começou a se contorcer no banco,pensei que você estivesse tendo um pesadelo,e que se continuasse se contorcendo poderia cair e se machucar,então corri pra ver se você estava bem,e quando cheguei,você acordou.Mas então,estava tendo mesmo um pesadelo?

    -Pode ter certeza que estava...-disse Coner com um sorriso no canto da boca,mas logo se lembrando do terrível pesadelo,que lhe arrancou o sorriso na hora,e o fazendo mergulhar num infinito mar de tristeza que o perseguia a 3 anos.

    -Garoto-disse Niashi se sentando- Estou reconhecendo você.Como seu pai se chama?
    -Meu pai morreu.-disse o garoto,a tristeza o engolfando novamente-Ele se chamava Dante.
    - A meu Deus!-disse o velho se levantando de repente-Seu pai era Dante Ventura?
    -Era sim.-disse o garoto,olhando para o velho com um pouco de medo.
    -Não acredito!Seu pai foi meu discípulo garoto!
    -Sério?!-disse o garoto também se levantando.
    -Claro!Quem você acha que ensinou seu pai a matar espíritos malignos?

    O choque foi grande demais para Coner.Tão forte que a cena se tornou ilária.O garoto caiu com estrondo em cima de um cacto grande colocado do lado da poltrona perto da lareira.Ficou parado por uns 20 segundos,ate se dar conta da dor que os espinhos do cacto provocavam nele e dar um salto para sair de cima do cacto e começar a correr pela casa como um garotinho com muita dor,enquanto o velho rolava de rir.

    Depois de uns 20 minutos tirando os espinhos do cacto de seu corpo,outro choque atingiu Coner.”O velho treinara seu pai para matar espíritos malignos”.Era isso.O velho era a pessoa que procurara.Poderia treina-lo,poderia ensina-lo a matar espíritos.Mas antes que pudesse falar com o Sr.Niashi,algo aconteceu.

    O céu foi coberto por uma enorme luz.Uma relâmpago cortou o céu,fazendo Coner estremecer.Ele olhou para o Sr.Niashi,e viu o rosto do velho totalmente sério,olhando para o céu.De repente,ouviram um grito de uma mulher.Um grito cheio de pânico,de terror.Sr.Niashi correu até a janela,olhou para Coner e de volta pra janela e disse:

    -Ele voltou.

    Fim do Capitulo 1
    avatar
    zetsu789
    Fan Ficter
    Fan Ficter

    Masculino
    Número de Mensagens : 50
    Idade : 19
    Localização : Amegakure,País da Chuva
    Anime Favorito : Naruto,Death Note,Bakuman,Katekyo Hitman Reborn,Soul Eater,Saint Seiya
    Personagem Favorito : L Lawliet,Byakuran,Mashiro Moritaka,Vongola Primo,Soul Evans,Shiryu
    Data de inscrição : 08/01/2011

    Re: [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Mensagem por zetsu789 em Seg 24 Jan 2011, 21:04

    Spirit's Gate-lembranças



    Lembranças.Pensamentos que nos levam a reviver momentos bons ou ruins.Momentos que ficam guardados na nossa memória por terem sido...bem,significativos na nossa vida.As vezes nos fazem viajar entre as mais felizes lembranças,nas quais mergulhamos em um momento meio que triste,por ser uma coisa ótima,mas que já passou.E as vezes,na maioria das vezes,nos forçam a reviver momentos horríveis da nossa historia,momentos que queremos apagar da nossa cabeça,coisas que fazem nosso coração congelar,e nos perguntar mais uma vez se vale apena estar vivo.Isso é so um pouco do que o Coner sente quando pensa na morte da mãe...

    (Acho que hoje seria melhor o próprio Coner narrar os fatos,não acham?)

    Aquela foi uma das cenas mais pavorosas pra mim.O trovão cortava o céu,fazendo um barulho ensurdecedor seguido de um grito.A voz do Sr.Niashi,que estava num tom que beirava o pânico,olhava pra mim com seus negros,me dizendo “ele voltou”.Quando volto a olhar a janela,me deparo com uma cena que já me era familiar.De repente a rua ficou toda escura,os raios de sol que esperavam o momento certo pra aparecer recuaram,e o ceu mergulhou na mais profunda escuridão.Aonde eu já vira isso?De repente,uma lembrança.A lembrança do pesadelo que eu tivera a alguns minutos (vários minutos) atrás.Não tinha revivido a cena da morte da minha mãe,tinha vivido uma cena que ainda não acontecera.Teria sido então esse pesadelo uma visão,ou uma simples coincidência?Seja o que fosse algo estava diferente.Eu não estava caminhando por uma rua escura,ou mesmo não havia uma casa bela na qual a luz de uma das janelas se acendera.Tudo estava escuro,e eu já estava dentro de uma casa.

    -Garoto,você já matou algum espírito maligno?
    -Na..não – disse em pânico
    -Bem,isso não importa mesmo,não conseguiria mata-lo mesmo que fosse bom como seu pai,venha comigo.

    (Hora de voltar pra nossa narração normal.)

    Coner seguiu Niashi até a lareira.Niashi a apagou usando o resto do chá que sobrara do bule,revelando um belo alçapão forjado a ouro.Mesmo com o fogo forte que crepitara na lareira,não havia sequer um arranhão na porta do alçapão.

    -Garoto,me siga,rápido!Não temos muito tempo.A qualquer minuto,ele chegará aqui.
    -Ma..mas,o que exatamente é ele?-Disse Coner,agora o pânico o dominando por completo.

    Mas Niashi não respondeu.Tirou um tocha apagada que estava presa na parede,disse alguma coisa em voz baixa e de repente,a tocha se acendeu,iluminando um corredor com as paredes todas feitas de ouro que brilhava a luz do fogo.

    -MAS,COMO O SENHOR FEZ ISSO?!
    -Você pergunta demais,agora cale a boca,se ele nos ouvir,estamos perdidos.

    Começaram descer as escadas.Mais fundo,mais fundo,mais fundo.Quando chegaram a um nível que não se podia ouvir nenhum ruído lá em cima,Coner avistou uma enorme porta de ouro,com um símbolo esquisito,aonde continha as palavras:”Aquele que procura a sabedoria suprema,para seu uso próprio,jamais conseguirá encontra-la,mas aquele que a procura,para ensinar a todos o que é certo e o que é errado,a encontrará,no lugar mais improvável do mundo”
    Sem entender muito bem o que aquilo queria dizer,Coner seguiu Sr.Niashi ate a porta.O velho disse alguma coisa que Coner novamente não entendeu,e a porta se abriu.
    Era um enorme salão com as parede e o teto formados por pedras preciosas distintas.Estantes com livros forjados em ouro,piso formado por enormes cristais de safira,e no centro daquele lugar,encontrava-se um baú,aonde estava escrito em pequenas letras prateadas “O livro dos mortos”.

    -Sr.Niashi,o que é isso tudo?
    -Esse o santuário da verdade.Aqui estão guardados os livros mais preciosos de todo o mundo.Nesses livros foram escritos pelos mais famosos Jinkers do mundo.
    -Mas,o que é um Jinker.
    -Jinker são todos aqueles que caçam espíritos malignos,e os destroem.O mundo está cheio deles.Quando crianças,eles apenas podem falar com os espíritos,mas depois que crescem,suas habilidades aumentam,e é então que eles seguem seu caminho.
    -Como assim,seu caminho?
    -Bom garoto,existem 3 tipos de Jinker.Temos os Jinker que escolhem seguir o caminho do bem,e passam a vida lutando contra espíritos e Jinkers malignos,até o dia em que morrerem,o quando desistirem dos seus poderes.Existem também os Jinker que desistem dos seus poderes e passam a vida como pessoas normais,já que sua memória é apagada quando abrem mão dos poderes.
    -Mas,e os malignos?-Perguntou Coner,interessado na história dos Jinkers.
    -Bem,os Jinker malignos só se formam se a mente deles for corrompida por um espírito maligno.Nesse caso,o Jinker que o corrompeu assume a forma da pessoa,e a usa como hospedeiro.Devido a isso,os espíritos bons criaram uma encantamento no qual nenhum humano poderia ter a mente corrompida por um espirito maligno,assim,o mundo dos espíritos viveu em harmonia,ate o dia em que um espírito,conseguiu vencer o encantamento e corrompeu a mente de um humano.Ele criou um mundo espiritual totalmente maligno.É claro que devido ao encantamento,os espíritos malignos que ele cria não podem corromper os humanos,mas,eles podem espalhar pânico e terror por onde passam,e logo,esse espírito pretende tomar o mundo dos espíritos,e depois o mundo dos humanos.

    Coner prendeu a respiração.Será que teria sido esse espírito a matar sua mãe?E como ele conseguiria combater uma ameaça dessa?E aquele estranho livro chamado livro dos mortos,teria alguma relação com esse espírito?Seja como fosse,Coner tinha medo.Começará a ouvir gritos na sua mente outra vez.Mas,como Niashi disse,existiam vários Jinker pelo mundo,então,não seria necessariamente ele que tinha que matar essa..”coisa” poderosa que provavelmente estava no andar de cima.

    -Receio Coner,que terá que ser você a matar esse espírito.-Disse Niashi,extremamente calmo agora.

    Mas...como?O velho estaria lendo seus pensamentos?Como sabia o que Coner tinha em mente?

    -Os outros Jinker-Continuou Niashi-Foram todos mortos por ele.Só sobramos você ,eu,e é claro,minha aprendiz Ana.

    A mente de Coner rodava,com tudo que tinha acabado de ouvir.Jinker,espíritos malignos,ele tinha que salvar o mundo.Parecia que sua cabeça iria explodir.E quem seria essa tal de Ana agora?Bom,não adianta correr do destino.Ele te segue aonde você for.

    Fim do Capítulo 2
    avatar
    zetsu789
    Fan Ficter
    Fan Ficter

    Masculino
    Número de Mensagens : 50
    Idade : 19
    Localização : Amegakure,País da Chuva
    Anime Favorito : Naruto,Death Note,Bakuman,Katekyo Hitman Reborn,Soul Eater,Saint Seiya
    Personagem Favorito : L Lawliet,Byakuran,Mashiro Moritaka,Vongola Primo,Soul Evans,Shiryu
    Data de inscrição : 08/01/2011

    Re: [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Mensagem por zetsu789 em Dom 06 Fev 2011, 22:20

    Spirit's Gate-Medo

    Medo.Até a própria palavra assusta.Quem diria que uma coisa simples assim poderia mexer com as estrutura das pessoas.É ai que está o problema.O medo não é simples,tão pouco fácil de se vencer.E uma das coisas com que precisamos nos preocupar.O medo envolve a sua mente,mexe com as suas forças.Seu corpo fica gelado,você começa a suar.Sua mente começa a lhe pregar peças.Você se assusta com qualquer barulho,o pânico começa a tomar conta de você.O medo é uma das coisas mais sombrias do mundo.Aqueles poucos corajosos que conseguem resistir ao medo,nasceram privilegiados.


    5 horas.5 horas haviam passado.Coner estava ficando cansado com aquilo,e assustado.Não sabia o que havia lá em cima.Estavam trancados seguros naquela sala embaixo do chão,enquanto as pessoas estavam em perigos lá em cima.E o que mais o deixava com raiva,era ver a expressão de total tranqüilidade no rosto do Sr.Niashi.Como era possível,que enquanto as pessoas estavam em perigo lá em cima,com um espírito poderosíssimo caçando-as como ratos,ele estava ali parado a 5 horas sem dizer nada,sem fazer nem um ruído,nem mesmo da própria respiração,com a expressão de total tranqüilidade.Coner achava que iria explodir e berrar com o velho,quando ele subitamente se levantou,e caminhou diretamente para uma mesa empoeirada,onde continha um controle.O velho pegou um controle,apontou para a parede,aonde apareceu na parede uma televisão gigantesca.Coner olho para o velho com uma expressão de surpresa e um sorriso no canto da boca.
    -O que foi?Sou velho,mas não sou tão ultrapassado assim.

    Os dois começaram a rir,até que o que aconteceu lhes arrancou o sorriso da cara deixando neles uma expressão de pânico.
    A casa do Sr.Niashi se encontrava destruída.Os quadros encontravam-se todos quebrados no chão,a bandeira do Japão estava rasgada ate o último pedaço,era a mensagem na parede que dizia:”Não pode se esconder pra sempre velho,eu vou te encontrar”.Essa foi a vez que Coner mais sentiu medo na vida,presenciando os terríveis estragos causados apenas pela passagem daquele terrível espírito.
    Mas isso não foi o pior.O pior foi olhar para o rosto do Sr.Niashi.A sua expressão gerou em Coner uma sensação horrivel,como se ele pudesse sentir a dor do Sr.Niashi.O rosto do velho revelava uma expressão de terrível pânico,misturada com a tristeza de perder algo que se ama muito.O velho sentou-se no chão,desligou a televisão que voltou a sumir na parede como se nunca estivesse estado ali, e chorou.As lágrimas silenciosas escorriam de seu rosto,e na mente de Coner,ele implorava para que o velho tivesse chorado de maneira escandolasa,pois aquele silencio fazia a sensação se tornar mais horrível.Naquele momento ali,chorando,o velho parecia uma criança.Uma criança que experimentara a sensação de perder algo muito importante,e que agora estava totalmente perdido.Parecia uma criança confusa,que não conhece nada do mundo,e que teve o sorriso arrancado da cara quando o homem mal arrancou o brinquedo preferido da sua mão.Então,Coner sentou-se ao lado do velho,e sem dizer nenhuma palavra,deu-lhe um abraço.Pareciam ali dois velhos amigos que não se viam a muito tempo.E o silêncio mortal permaneceu,ate que um relógio prateado na parede marcara as 7 horas da manhã.Os dois,rezando para que o perigo já tivesse passado,subiram as escadas ate a lareira.
    -Sr.Niashi,quero pergunta-lhe uma coisa.
    -Diga,jovem Coner.
    -E que,bem,eu sei que o Sr. Confia em mim com essa históra de ser o jinker escolhido,mas na real,não pode ser eu.Eu nem sei se consigo falar com os espíritos ainda,não faço isso a 3 anos!
    -O poder de um verdadeiro jinker nunca desaparece jovem Coner,você so precisa acreditar que consegue.
    -Mas Sr.Niashi,como e que os Jinkers matam espíritos malignos?
    -Matavam garoto.Esqueceu que todos foram mortos?
    -Está bem,e como é que eles matavam o espíritos malignos?
    -Com Magia Elementais garoto.
    Sem entender muito bem,chegaram a casa.O estrago era bem pior visto de perto,e pelo canto do olho,Coner viu uma lágrima transpassar pelo rosto do Sr.Niashi,que a limpou na hora.
    -Garoto,vamos partir daqui a 2 horas.
    -Mas,porque Sr.Niashi?E pra onde vamos?
    -Não a mais motivos para ficarmos aqui garoto,minhas lembanças foram todas destruídas,e não quero ficar lembrando disso toda vez que acordar.Usarei uma magia antiga criada pelo seu pai para teletransportar o santuário daqui para onde iremos.Vai demorar bastante tempo para isso,por isso,quanto mais cedo partirmos,melhor.
    -Mas,para onde iremos mesmo?
    -Para minha base de treinamentos.Um local escondido,localizado a uns 700 metros abaixo da Terra.É encantado para que possamos ter tudo que precisamos para sobreviver,e Ana espera por nós lá.Vou preparar minhas coisas e partimos em duas horas.Aaaaa,já ia esquecendo,pegue isso,vai ser útil.
    E entregou a Coner um Colar com uma estrela dourada como pingente.Naquele momento Coner sentiu uma coisa diferente correr pela suas veias,e sentiu como se sua mãe estivesse ali do seu lado.

    Fim do Capítulo 3


    Última edição por zetsu789 em Dom 13 Fev 2011, 19:43, editado 1 vez(es)
    avatar
    zetsu789
    Fan Ficter
    Fan Ficter

    Masculino
    Número de Mensagens : 50
    Idade : 19
    Localização : Amegakure,País da Chuva
    Anime Favorito : Naruto,Death Note,Bakuman,Katekyo Hitman Reborn,Soul Eater,Saint Seiya
    Personagem Favorito : L Lawliet,Byakuran,Mashiro Moritaka,Vongola Primo,Soul Evans,Shiryu
    Data de inscrição : 08/01/2011

    Re: [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Mensagem por zetsu789 em Ter 08 Fev 2011, 18:07

    Spirit’s Gate-Lágrimas
    O que vale uma lágrima pra você?As vezes,as lágrimas são um jeito de desabafar,de colocar pra fora o que estamos sentindo,sem ter que falar pra ninguém.As vezes as lágrimas representam um momento de extrema felicidade que você não consegue se segurar,então chora.Não da pra controlá-las.Não há como escolher o momento que elas viram,e não da pra segura-las quando elas chegarem.Isso funciona como uma regra.Mas,toda regra tem uma exceção,e essa exceção se chama Ana...

    Coner,que não tinha que arrumar nada antes de partirem,foi ate a janela para dar um último olhar naquele pequeno vilarejo.Mesmo tendo ficado ali apenas algumas poucas horas,sentia uma sensação boa estando naquele lugar.Havia encontrado alguém que conhecia seu pai,e melhor,havia encontrado um amigo.Alguem que mesmo sabendo a verdade sobre seus poderes,não tinha medo dele.Alguem que mesmo não o conhecendo,o levou ate sua casa,confiando em alguém que nem conhecia.E agora estaria ele viajando com aquele senhor.Coner olhava para Sr.Niashi como um mestre.Alguem que iria lhe ensinar o que ensinou para seu pai,e poderia lhe contar sobre seu pai,já que o mesmo morrerá no dia em que Coner nasceu.Um chamado o tirou da sua linha de pensamentos.
    -Está pronto garoto?
    -Estou sim.
    -Então vamos,temos um bom caminho para percorrer antes de chegarmos ao portal.
    Então eles partiram,Coner com uma dúvida do que será esse tal portal.Caminharam um longo caminho,passando por mais 3 vilarejos enormes.Os pés de Coner doíam,mas a ansiedade de chegar era tão grande que logo ele esqueceu a dor.
    -Garoto,estamos quase chegando,então acho essa a hora mais apropriada para conversarmos.
    -O que quer me dizer,Sr.Niashi?
    -Garoto,preciso lhe algumas coisas sobre a minha aprendiz Ana.
    Coner havia ate esquecido que Sr.Niashi tinha uma aprendiz,e que ela os esperava na tal área de treinamento.Coner ficou tentando imaginar se ela seria uma garota bonita,e se já estava adianta no seu treinamento.
    -Hehe,vejo que parece interessado nela,hein?-disse o velho com uma grande gargalhada.
    Mas,como?Como e que ele sabia o que ele estava pensando?
    -Bom,e melhor não esperar muito de Ana garoto,ela tem uma personalidade digamos...forte demais.
    -Como assim?
    -Ana não é uma pessoa que você facilmente fará amizade.Ela tem um passado um tanto sombrio,e,se mexer com ela,ela te mata garoto.No campo de batalha,quando estiverem lutando,ela te tratará como um inimigo,como se não te conhecesse.E fora do campo de batalha,você será apenas um colega de treinamento.
    Isso foi um grande choque para Coner.Esperava uma menina meiga e gentil,e estava indo ao encontro de uma menina que provavelmente iria mata-lo se ele se aproximasse demais.
    -Chegamos garoto.
    Coner olhou.Olhou pro nada.Estavam no topo de uma montanha,e envolta so haviam arvores.Nem sinal de nada que pudesse ser um portal.
    -Hahaha,o que foi,esperava dua colunas enormes que você atravessaria e pronto?Não garoto,aqui a coisa é diferente.Preciso que você pegue uma pedra ali pra mim.
    Coner buscou as pedras e as entregou para o velho,com as quais desenhou no chão uma grande estrela igual a que havia no colar de Coner.Grande o suficiente para caberem os dois.
    -Garoto va para o centro do portal por favor.
    Os dois então ficaram frente a frente no meio daquela enorme estrela.
    -Muito bem,está pronto?
    Coner fez que sim com a cabeça,mas sua cara de pânico o desmentiu na hora.
    -Isso pode incomodar na primeira vez mas você se acostuma depois de um tempo.Segure minhas mãos.Isso,muito bem.Então quando eu...bem,você vai saber quando acontecer.
    Sr.Niashi fechou os olho,e ficou imóvel com uma pedra.Então,ele abriu os olhos que estavam brancos como papel e gritou:
    -Movellus Eternum
    Como que puxado por um furacão,Coner sentiu seu corpo ser puxado do chão,e começar a girar.Foi uma sensação horrível,pensou que ia ate vomitar.Ele via passar por ele enormes manchas negras enquanto voava,então com um grande baque ele caiu no chão.
    -Chegamos garoto.A área de treinamento Eternum Combate.
    Coner levantou do chão e vislumbrou o lugar mais lindo da sua vida inteira.Era um lugar enorme,tinha uma floresta em densa que parecia ter kilometros de extensão,o céu tinha o azul mais lindo de todos,puro e calmo.As nuvens eram branquinhas como algodão puro.Havia então uma enorme casa,com uns 3 andares.As paredes de fora eram todas douradas,como que forjadas a ouro,e havia um enorme campo de treinamento logo atrás da casa.
    -Mas...Co..como?Disse coner sem palavras agora.
    -Tudo criado pelos espíritos garoto.Tudo aqui foi criado por eles.
    O lugar era tão lindo que Coner quase esqueceu de que estavam embaixo da terra.
    -Mas,como pode existir céu embaixo da terra Sr.Niashi?
    -Os espíritos garoto,eles criaram,não eu.
    Então,seguindo Sr.Niashi,eles entraram na mansão.
    O lugar era mais lindo por dentro.Uma enorme escadaria prateada,varias janelas,um grande sofá com uma televisão gigantesca,e inúmeras outras coisas que pareciam feitas dos melhores diamantes,rubis,safiras,ouro e prata.
    Sr.Niashi o levou ate a área de treinamento,onde Coner viu ali,cortando o ar com sua espada com movimentos rápidos e precisos,uma bela garota.
    -Aquela,garoto,é Ana.Mas não se engane com sua beleza garoto,ela pode mata-lo apenas com um golpe.
    -A garota os viu,e veio andando na direção deles desconfiada.
    -Quem es este garoto,mestre?
    -Esse é Coner,Ana.Filho de Dante,o jinker famoso do qual sempre falo.Ele vai ser meu aprendiz
    -Então quer dizer que tu es um jinker hã?Podes me mostrar o que sabe fazer?
    -Na verdade,eu nem sei se consigo falar com espíritos,quanto mais fazer essas...hum,magias.
    -Então es tão estúpido quanto eu era.Bom,ainda precisas fazer teu teste de elementos.Mestre,podemos começar?
    -Para que essa pressa toda,Ana?-Disse Niashi desconfiado.
    -Run.Não me interessa se esse garoto es um jinker ou não.Se ele não tiver nem um talento,eu mesmo o matarei,antes que alguma criatura maligna faças isso por mim.
    Como uma lámina,o medo trespassou o corpo de Coner.
    -Está bem,então vamos começar.
    Se dirigiram então ao campo de treinamento.
    -Garoto preste atenção,esse teste vai servir pra que você descubra qual ou quais elementos você vai poder usar.Voce tem 4 chances de revelar algum elemento,senão,receio que Ana vai cuidar de você.Você ira fazer o seguinte:Concentre toda sua energia do corpo na palma da mão.Tente absorver energia da natureza para você e então transferi-la para a mão.Quanto mais energia melhor.Ana ira lançar a espada na sua direção e você terá que usar seu elemento para para-la.Na 3 chances ela mandará espada de maneira que não te acerte.Na quarta chance ela mandara na sua direção,e se você não parar a espada,você morre.Concentre sua energia,bata com a palma no chão,e boa sorte.Sua vida está nas suas mãos agora,literalmente.Está pronto.
    Coner começou a se concentrar.Sentiu uma energia passar pelo seu corpo.Abriu os olhos.
    -Pode mandar.-disse,sem muita segurança na voz.
    Então a espada veio.Era muito rápido,e fazia um barulho cortando o ar.Coner esqueceu de tudo,so ouvia a espada e a energia em seu corpo.Bateu as mãos no chão e uma pequena barreira de fogo surgiu.
    -Eu...eu consegui!!
    -Muito bem Garoto.Fogo e um dos elementos mais poderosos será muito útil.Mas um elemento ainda não basta.Se você não tiver ao menos um elemento a mais,Ana ainda te matará.Você não e mais privilegiado por ter 1 elemento.Ana tem 3.Vamos continuar,concentre-se.
    Coner concentrou mais uma vez,sentindo a energia correr mais fortemente em seu corpo.
    -Ana,agora mande a espada usando algum encantamento nela.
    Então,a espada pegou fogo.
    -Garoto,o fogo que Ana colocou nessa espada so pode ser parado por outro elemento,então,e bom se concentrar bastante.Mesmo não jogando a espada para matar o fogo pode deixar algumas “marcas” em você.
    O Garoto se concentrou mais fortemente e fez o sinal para lançar a espada.E ela veio,o fogo passava com tal velocidade que até o ar poderia se queimar daquele jeito.De fato,as plantas embaixo da espada pegaram fogo mas se apagaram com o estalar de dedos do Sr.Niashi.Coner bateu as mão no chão,e novamente subiu uma barreira de fogo.Sr.Niashi,vendo o rosto de pânico de Coner,ergueu a mão,forçando a espada a para no ar,e cair com um baque no chão.
    -Garoto,você não esta evoluindo em nada,então esta será sua ultima chance.Ana,pode jogar a espada para matar.
    E agora?Se Coner não conseguisse parar aquela espada de fogo,ele morreria.Seu desejo de vingar sua mãe,e os 3 anos vagando pelo mundo a procura daquela coisa que a matou teriam sido em vão.Uma lágrima de medo escorregou pelo rosto de Coner.

    Fim do Capítulo 4


    Última edição por zetsu789 em Dom 13 Fev 2011, 19:45, editado 1 vez(es)
    avatar
    zetsu789
    Fan Ficter
    Fan Ficter

    Masculino
    Número de Mensagens : 50
    Idade : 19
    Localização : Amegakure,País da Chuva
    Anime Favorito : Naruto,Death Note,Bakuman,Katekyo Hitman Reborn,Soul Eater,Saint Seiya
    Personagem Favorito : L Lawliet,Byakuran,Mashiro Moritaka,Vongola Primo,Soul Evans,Shiryu
    Data de inscrição : 08/01/2011

    Re: [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Mensagem por zetsu789 em Dom 13 Fev 2011, 19:41

    Spirit’s Gate-Morte
    Morte.Uma palavra pequena,mas poderosa.Uma coisa tão simples,que causa tanto medo.Morrer.Acho que todos já imaginaram como iriam morrer.Ou como prefeririam morrer.Poderiamos dormir e não acordamos mais.Poderiamos simplesmente cair e...morrer.Poderiamos ser atropelados,baleados,esfaqueados ou ate cometer suicídio.É ai que está a causa do medo.A morte não é simples.A idéia de poder dormir e não acordar mais é pavorosa.Só os mais fortes conseguem viver sabendo que a morte os espera a qualquer momento.Os mais fracos,não pensam na morte,por ter medo de admitir que não estão seguros nunca.Coner temia a morte também....

    -Está pronto garoto?
    Coner fez que sim com cabeça,mas não estava pronto.Na verdade,nunca esteve tão despreparado em toda sua vida.Mesmo assim,tentou se concentrar com todas suas forças.Sentia a energia fluir pelo seu corpo,mas não sabia se conseguiria para a espada.Se não conseguisse morreria.Mas precisava conseguir.Precisava viver para vingar a mãe.Tudo dependia de que ele conseguisse soltar outro elemento.Tentou se concentrar nos elementos que conhecia.Pensou em uma tempestade,com ventos fortes e relâmpagos poderosos.Pensou na terra se movimentando em seu favor,criando uma parede de terra que pararia a espada.Pensou na água que poderia apagar o fogo.Mas quanto mais ele pensava,mas a energia parava de fluir.Então ele começou a ouvir os gritos da mãe em sua mente.O pânico começou a tomar conta dele.Seu corpo tremia,ele suava,sentia que não conseguiria se agüentar em pé.Mas ai ele viu.Ou imaginou,isso ele nunca descobriu.Mas estava diante de sua mãe.Ela chorava muito,como se tivesse perdido alguém muito querido.Coner tentou consola-la,mas sua voz não saia.Então ela sumiu.Coner não queria ver a mãe chorando,começou a sentir raiva,muita raiva.Sentiu a energia começar a fluir com mais intesidade do que nunca.Então ele ouviu o grito de Sr.Niashi e o zumbido da espada encantada com fogo,vindo na sua direção.Bateu as mãos no chão,e então...caiu.Sentiu seu corpo tocar o chão com força,e desmaiou.
    Quando abriu os olhos,viu o céu claro,com suas nuvens brancas intensamente parecidas com algodão.Levou as mãos ao rosto que estavam molhados de suor.Viu que ao seu lado estava Niashi sentado,e que mais na frente,estava Ana,sentada no chão,olhando fixo para o céu,os olhos cheios de pavor.
    Coner levantou,olhou para Niashi e perguntou:
    -O que houve com ela?
    -Pensei que iria querer saber o que aconteceu com a espada?
    -Não importa o que aconteceu aquela espada velho,quero saber o que aconteceu com a garota.
    Sr.Niashi olhou sério para Coner,tentando descobrir porque tanta preocupação com a garota que iria mata-lo.
    -Não importa.O que aconteceu a ela tem haver com a espada.
    -Seja mais especificio,ela não parecia uma garota que ficaria naquele estado a toa.
    -Bom garoto,é que VOCÊ quase a matou.
    -Co...como assim velho?
    -Bem garoto,você estava com uma expressão de fúria no rosto.Eu pudia sentir sua energia fluindo.Voce deve ter acumulado muita energia.Seus poderes são fantásticos.
    -Não foi isso que perguntei!Seja objetivo.
    -Certo,certo,estou chegando la Sr.Estress.Quando Ana jogou a espada com fogo,pensamos que você morreria ali.Ana estava com um sorriso de deboche no rosto como se dissesse.”Esse velho esta se tornando inútil,ele trouxe um idiota pra treinar”.
    -E o que isso tem haver com o estado dela agora?
    -Bem,e que quando a espada estava prestes a lhe cortar a cabeça,você colocou a mão no chão e uma poderosa ventania soprou de onde você estava,fazendo com que a espada mudasse de direção e apontasse pra Ana.Quando ela viu a espada voltando soprada pela força do vento e encantada pelo fogo,tentou faze-la parar,mas estava apavorada.Então,quando ela estava preste a morrer,você fez com que um gigantesco trovão acertasse a espada,que a destruiu em pedacinhos.Ana estava do lado daquele gigantesco trovão,e foi uma sorte ela não ter morrido.Ela caiu no chão e está daquele jeito desde então.Depois do trovão destruir a espada,você desmaiou.Deve ter usado tanta energia naquilo que foi uma sorte você também não ter morrido.
    Niashi pensou que Coner ficaria encantado com o que ele acabara de fazer,mas ao
    invés disso,Coner se levantou.
    -Quanto tempo fiquei desmaiado?
    -Ei garoto!Fique deitado,você ainda está extremamente fraco.
    -Eu perguntei quanto tempo fiquei desmaiado!
    -Umas 3 horas.
    Coner começou a caminhar mancando em direção de Ana,que estava a uma distante consideravelmente grande.Não sentia suas pernas,mas continuava a caminhar.Niashi olhava para aquele garoto com uma expressão de admiração e pavor de que algo acontecesse a ele.Na metade do caminho,Coner caiu no chão.Não tinha mais forças.Niashi começou a correr ate ele,mas ao ouvir seus passos,Coner fez um sinal para que não se aproximasse mais.O velho então parou e ficou olhando Coner ali,caído no chão.O garoto começou então a se arrastar até Ana.Passou pela parte do campo que o fogo havia queimado as plantas,e ficou sujo de fuligem,mas não ligava.Continuava a se arrastar em direção de Ana.Niashi olhava para aquele rosto coberto de fuligem tentando descobrir o que se passava na mente daquele garoto,que se arrastava em direção a uma garota em estado de choque que provavelmente o odiava.Coner estava bem perto agora,mas algum esforço e a alcançaria.Foi então que caiu a ficha para Niashi.Ele estava sem forças se aproximando de uma garota que ele quase matara,que provavelmente o odiava e iria...Niashi saiu correndo tentando alcançar Coner,que havia se levantado,num último suspiro de forças,e o que viu fez Niashi parar com estrépito,e ficar paralisado.Coner havia se levantado,e então abraço Ana,e disse no seu ouvido.
    -Me perdoe.
    Essas foram as ultimas palavras antes que Ana lhe desse um soco no estomago,e sem mais forças,cair no chão desmaiado.

    Fim do capitulo 5
    avatar
    zetsu789
    Fan Ficter
    Fan Ficter

    Masculino
    Número de Mensagens : 50
    Idade : 19
    Localização : Amegakure,País da Chuva
    Anime Favorito : Naruto,Death Note,Bakuman,Katekyo Hitman Reborn,Soul Eater,Saint Seiya
    Personagem Favorito : L Lawliet,Byakuran,Mashiro Moritaka,Vongola Primo,Soul Evans,Shiryu
    Data de inscrição : 08/01/2011

    Re: [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Mensagem por zetsu789 em Seg 14 Fev 2011, 09:01

    Bom Galera,eu postei o capitulo 5 ontem,só que como eu to gostando demais de escrever Spirit's Gate,estou postando mais um capitulo.Então vocês podem considerar como um capitulo duplo kkk.Espero que Gostem.


    Spirit’s Gate-Amor
    Amor.O coisinha chata não é?A gente não escolhe quando vem,nem por quem,mas mesmo assim ele vem.Irritante esse tal de amor.Não tente entende-lo,você vai acabar ficando louco.Não tente lutar contra ele,pois quanto maior for a sua resistência,maior será o amor.Amor e uma das coisas que mais nos faz sofrer.Mas aqueles que não amam são tachados de “sem coração” ou de “coração de pedra”.Porque?Quando a gente não ama é considerado insensível,quando a gente ama,sofre demais por amar.Amor é complicado.Principalmente,quando se ama alguém que não te corresponde,ou no caso,que te odeia...

    1,3,5 dias se passaram,enquanto Coner continuava desmaiado.Desmaiado,nem seria mais a palavra certa.Inconsciente.Gastará seus últimos recursos para chegar ate Ana,que lhe deu um soco no estomago com a maior força que conseguiu reunir.Niashi tinha medo de que o garoto fosse morrido.Passará os últimos 5 dias sentado do lado da cama dele,recitando encantamentos de cura.Sua aparência estava acabada,não tinha mais energia,mas não podia deixar o garoto morrer.Ele era filho de Dante,ele era o escolhido.
    Então,as 8 horas da manhã do 7 dia,Coner se levantou.Seu corpo doía,mas estava bem melhor.Olhou para Sr.Niashi,que estava extremamente cansado,mas com o rosto alegre de vê-lo se levantar.O velho abraçou o garoto como se fosse um filho.
    -Sr.Niashi...Quanto tempo eu fiquei desacordado?
    -5 dias garoto...como está se sentindo?
    -Um pouco cansado,o estomago ainda dói.Ela queria me matar com aquele soco kk?
    -Parece que sim kkk.
    Os dois continuaram rindo,ate que Sr.Niashi perguntou a Coner.
    -Porque fez aquilo garoto?Você podia ter morrido.
    -Tive pena dela,só isso.Quase a matei,e de maneira inconsciente.
    -Não garoto.Nenhuma pessoa andaria 500 metros e se arrastaria por 200 metros num campo de grama so porque teve pena.
    -Bem,eu so queria pedir desculpas a ela.
    -Garoto,você gosta dela né?
    -Fala sério velho.
    -É sério garoto.Você ta apaixonado.
    -Mas eu nem a conheço.E se você não percebeu,ela quase me matou!
    -Não importa,você gosta dela.
    -....
    Os dois começaram a rir.Então Niashi se retirou do quarto,dando a Coner o aviso de que teriam treino 3 horas da tarde.Coner então dormiu mais um pouco,e quando acordou,já estava na hora de treinar.Levantou-se,lavou o rosto na pia do banheiro do quarto aonde estava,e desceu as escadas até o campo.Chegando lá Ana estava treinando com uma nova espada,enquanto Niashi estava sentado na grama.Estava calmo e tranqüilo,embora ainda muito cansado.
    -Áh,Olá garoto!Está pronto?
    Coner fez que sim com a cabeça e dirigiu-se até o ponto em que estivera parado no ultimo treino.
    -Hoje garoto,vamos descobrir o seu modo de batalha,e sua subdivisão jinker.
    -Pode ser mais especifico,velho?-O termo “velho” já havia virado um apelido carinhoso.
    -Bom garoto,existem algumas subdivisões para os Jinker.Jinkers Invocadores,Jinkers Feiticeiros e Jinkers Transformistas.Os Jinker Invocadores não usam elementos,mas sim,magia das trevas para invocar criaturas malignas.Só jinkers que escolhem caminhos do mal adquirem essa habilidade.Eles usam magia das trevas para lutar,e ainda invocam outras criaturas.Um jinker maligno automaticamente ganha essa habilidade,mas ele também pode ganhar habilidade de feiticeiro ou transformista.Os jinkers feiticeiros,como no meu caso,usam magias de teletransporte,de cura,e feitiços de luz.A magia da luz serve para controlar elementos,e serve como magia combativa também.E por último temos os jinkers tranformistas.Os jinkers transformistas são uma raça lendária de jinkers.So existiram 3 até hoje.Meu pai,o seu pai garoto,e a mãe de Ana.Os jinkers transformistas podem usar técnicas elementais,e se transformarem em determinado animal,que será determinado hoje.Os espíritos vão dizer garoto,em qual vai se transformar.Enfim,como no ultimo treino Ana quase te matou,ela vai treinar com a espada ali e eu e você vamos treinar seus tipos de batalha.Quando o céu estiver escuro e a lua brilhante,veremos seu animal.Está pronto?
    -Estou.
    -Então vamos.
    Treinaram a tarde interinha.Coner experimentou lutar com ,nunchakus,adagas,espadas e outras muitas armas,incluindo lutar apenas com os punhos encantados com seus elementos.Coner agora sabia que possuia os elementos,Fogo,Ar e Raio,e este era um elemento bem raro também.No fim,o estilo de batalha que Coner melhor se adaptou e por isso o escolheu,foi o bastão.Niashi disse que era um talento de família.Seu pai usava um bastão em combate também,e achava que era uma coisa de família.Coner conseguiu melhorar o domínio sobre seus elementos,conseguindo encantar o bastão com raios e fogo,e quando o batia no chão,um vento poderoso subia.Tinha um perfeita combinação de golpes com o bastão e com os elementos.Era rápido,ágil e inteligente.Usava o elemento ar como uma lamina,e quando mexia o bastão,o ar cortava.O bastão era encantado com raios,e dentro de determinados combos,ele soltava relâmpagos na direção de Niashi,que o parava usando sua luz.Usava o elemento fogo,para enganar o velho,prendendo em uma roda de fogo,ou fazendo cair uma chuva de fogo sobre o campo,que Ana,não muito feliz,apagava usando água.Quando a noite caiu,o velho os levou para fora,onde um enorme circulo de fogo havia sido feito no campo.Um circulo igual ao que usaram para se teletransportar para aquele local.Niashi olhou para Coner,o rosto iluminado pela luz da lua,e perguntou:
    -Está pronto garoto?
    -Estou.Nunca estive mais pronto em toda minha vida.
    Olhou então para Ana,sentada perto do circulo,e disse em voz baixa para Niashi
    -Tem razão velho.Eu gosto mesmo dela.
    O velho deu uma risada irônica e respondeu:
    -Eu já sabia.A propósito garoto,você ainda está com o colar que eu te dei?
    -Estou sim-O colar brilhava a luz da lua.
    -Ótimo,esse colar pertenceu a sua mãe.Ela me entregou na única vez que veio aqui acompanhada de seu pai.Disse que no futuro,eu entregasse para você.É por isso que você pôde sentir a presença dela quando o colocou.
    Como o velho sabia que Coner tinha sentido a presença da mãe?De qualquer forma,decidiu não perguntar.
    -Antes de comerçarmos tenho que lhe entregar outra coisa garoto.-E tirou do bolso das vestes um pequeno pedaço de madeira feito de ouro.
    -O que e isso velho?-disse Coner pegando o bastão na mão do velho.
    -Isso foi deixado por seu pai.É um bastão garoto.Ele ganhou num combate contra um jinker maligno.Feito de ouro,e uma pedra de cristal.Aperte a ponta.
    Coner fez o que o velho mandará,e onde existira um pequeno pedaço de ouro,surgiu um enorme bastão dourado com uma pedra de cristal,que brilhava a luz da lua.Começou a move-lo no ar,tentando acertar inimigos invisíveis.O bastão era perfeito.Era leve,mas tinha movimentos fortes e precisos.Seus elementos se adaptavam facilmente a nova arma,e pareciam estar mais forte.Coner guardou a nova arma no bolso.
    -Obrigado velho.
    Não tem de que garoto.Mas se não se importa,vamos começar logo com isso,porque depois vamos iniciar o seu verdadeiro treinamento para a batalha final.
    O velho fez Coner atravessar as chamas e sentar-se no meio do fogo.
    -Bom garoto,o que você precisa fazer é se concentrar.Tente absorver energia e então use algum dos seus elementos para manda-las em direção a lua.Se você conseguir fazer certo,a imagem do seu animal aparecerá refletida na lua.
    -Mas e se eu não for um transformista?
    -Você é garoto.Voce pode usar os elementos lembra?
    Coner riu,e então começou a se concentrar.Sentia um enorme acumulo de força no corpo,e então,soltou um gigantesco relâmpago em direção a lua.E nela,se refletiu a imagem de um belo tigre.Um tigre com dentes afiados,garras poderosas.Coner contemplou aquela imagem ate desaparecer.
    -Muito bom garoto,um tigre.Tigre representam agilidade,força,e sabedoria.Se seu pai era bom do jeito que era,e nem era um tigre,você deve estar destinado a grandes feitos.
    Ao ouvir isso,Ana começou a rir.Riu escandalosamente fazendo com que Coner e Niashi olhassem atentamentes para ela.
    -Esse panaca?!Destinado a grandes feitos?!-Continuava rindo-Esse garoto e um idiota velho,e você também e idiota por te-lo trago aqui.Esse garoto não tem nada de tão especial.Acha que é poderoso por ter um elemento raro,um bastão poderoso,e se transformar em tigre?!Panic não vai ligar pra isso idiota!Não importa quão forte você seja,ele será mais.Você é mesmo um idiota.Devia te-lo matado quando tive a chance!
    -E porque não matou?!-gritou Coner derrepente fazendo Niashi e Ana se assustarem?-Eu sei porque você não matou!É porque você não conseguiu!Você é tão fraca que se assustou com um pequeno relâmpago.Se apavorou tanto que não conseguiu parar o vento,e quase foi morta por isso!Você é a fraca,eu não.
    Ouvindo isso,Ana avançou com a espada em direção ao garoto,totalmente dominada pela fúria,e lágrimas escorriam do seu rosto.Coner estava calmo,e ficou parado mesmo vendo a garota avançar com força.A garota vendo a expressão calma,ficou ainda mais furiosa,e quando ia cortar a cabeça de Coner,ele simplesmente,desviou.
    -Está vendo?Está deixando sua fúria tomar conta de você e não está se concentrando devidamente.
    A garota nem estava mais o ouvindo,encantou a espada com o seu elemento fogo e continuou a avançar.Coner simplesmente desviou novamente do golpe cego da garota.
    -Você é patética,não consegue nem acertar um golpe,está desesperada porque sabe que o que eu disse é verdade.Eu quase te matei porque você é fraca.
    A garota largou a espada e avançou com os punhos para Coner.Começou a socar seu peito com todas as forças que lhe restavam,mas estas eram poucas.Coner estava parado.Então os socos ficaram mais fracos,até cessarem e Ana colocar a cabeça no rosto de Coner de começar a chorar.Coner então a abraçou e disse:
    -Me perdoe pelas palavras duras,eu só queria alcançar você verdadeiramente.
    Niashi olhava de longe aquela cena e pensava”Esse garoto tem mesmo algo de único”.

    Fim do Capítulo 6
    avatar
    zetsu789
    Fan Ficter
    Fan Ficter

    Masculino
    Número de Mensagens : 50
    Idade : 19
    Localização : Amegakure,País da Chuva
    Anime Favorito : Naruto,Death Note,Bakuman,Katekyo Hitman Reborn,Soul Eater,Saint Seiya
    Personagem Favorito : L Lawliet,Byakuran,Mashiro Moritaka,Vongola Primo,Soul Evans,Shiryu
    Data de inscrição : 08/01/2011

    Re: [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Mensagem por zetsu789 em Ter 15 Fev 2011, 23:09

    Spirit’s Gate-Feridas
    Marcas deixadas no nosso corpo ou na nossa alma,conhecidas como feridas físicas ou emocionais.Algumas demoram tempo para cicatrizar,outras nunca cicatrizam.As feridas na alma são sempre as piores.Demoram para cicatrizar,e são muito vulneráveis.Uma palavrinha qualquer pode tocar aquela ferida fazendo-a doer intensamente.Perda de amigos,parentes,ou pessoas que foram queridas,e muitas outras coisas deixam feridas na alma.A maioria das feridas são feitas por palavras duras.Palavras que antigem você com tanta intensidade que sua alma não resiste,e ali abre-se uma ferida,que pode nunca cicatrizar.Ana tem uma ferida na alma,que aparentemente,é impossível de que um dia cicatrize...
    (Dessa vez,Ana vai narrar a história pra gente...)
    Passaram-se minutos,que mais pareciam horas,em que eu estava ali,com o rosto deitado sobre os ombros daquele estranho,que a 5 dias eu quase havia matado.Tinha ódio dele,mas não conseguia me mover dali.Me sentia confortável nos ombros dele.Ele me abraçava,e seu toque parecia me aquecer.Deixei que minhas lagrimas escorressem por seu ombro,mas não devia.Eu deveria ser forte,então porque?O que aquele garoto tinha de diferente,que eu não consegui agüentar?Ele é apenas um garoto normal.Mas então porque não podia me mexer?Porque me sentia confortável no ombro de um estranho?Quando senti que podia me mexer,tentei falar,mas não havia nada para falar.Levantei o rosto,e fitei por alguns segundos.Tinha olhos lindos,verdes,que refletiam a luz da lua.Seu semblante era de alguém que perderá uma pessoa querida,que tinha um ferida que não cicatrizaria,mas mesmo assim era feliz.Como?Como alguém pode ser feliz com uma ferida assim?Senti que pudia ver sua alma pelos olhos.Abaixei então o rosto,me virei e sai.Tinha que ficar sozinha,pensar,sentir o vento.Afastei-me para um canto,sentei,e,sem mais forças para resistir,coloquei a cabeça entre o joelho e chorei.
    -Não chore.Eu estou aqui contigo.
    Aquela voz me deu um assusto,mas ao mesmo tempo uma sensação de alivio.Ele.Aquele garoto estranho estava ali comigo.
    -O que queres?
    -Nada.Só queria ver como você estava...
    -Eu estou bem-disse,enquanto rapidamente,limpava o rosto na blusa.
    -Então porque está chorando?
    -E uma longa história.
    Ele então deitou-se na grama,com a cabeça em cima dos braços.
    -Sabe,eu adoro histórias,então pode falar,eu estou te ouvindo.
    Senti algo diferente nesse garoto.Ter ele ali me dava uma sensação boa,e não queria que ele fosse embora,então resolvi contar tudo pra ele.
    -Então,vai me contar porque você tem esse jeitão de garota forte e solitária?
    -Bem,quando eu nasci,meu pai morreu num acidente de carro,então eu fui criada pela minha mãe.Quando eu fiz 5 anos,ela me contou sobre os seus poderes de jinker,e disse que eu tambem os teria,e foi quando eu comecei a falar com espíritos.Eu vi ali no mundo dos espíritos a vida que todos devem querer.Uma vida feliz,sem problemas,sem dores,sem tristezas...Mas,quando eu voltava pro mundo real,era so tristeza,guerras,destruição.Então,quando eu fiz uns 14 anos,eu passei a ver o mundo de outro jeito.Via as pessoas e tinha vergonha de ser humana.Via pessoas roubando,se matando,e me perguntava o porque disso?A vida foi feita para viver,e não para alguém tira-la de você.Enfim...No último dia de treinamento de nossos pais,eles e o velho ali saíram para enfrentar Panic.Eram 3 guerreiros fortes,os últimos existente,tirando nós 2.Foram até a fortaleza de Panic,e o desafiaram.Panic apareceu e começaram a lutar.Nossos pais eram poderosos,e quase imbatíveis juntos.Seu pai usava um bastão,minha mãe uma espada.Panic estava para perder,quando ele usou um truque sujo.Usando sua magia das trevas,Panic fez com que eu me tele transportasse para aquele lugar e me manteu refém.Ele então invocou um enorme poço,chamado de poço dos derrotados,e obrigou minha mãe a pular ali dentro.Depois,ele me aprisionou numa esfera de magia negra,e voltou para lutar com seu pai e o velho.Seu pai perdeu completamente a calma por ver minha mãe sendo derrotada.Assumiu sua forma de lobo e começou a lutar ferozmente,mas Panic usou a raiva para domina-lo.Começou a enganar a mente dele,assumindo o controle.Seu pai estava dominado pela raiva e por Panic.Ele então,acertou seu pai em cheio,e ele também caiu no poço dos derrotados.O velho,que sabia que não podia derrotar Panic sozinho,me salvou e me trouxe pra cá.
    Parei então de falar.A lembrança da minha mãe me veio a mente,e eu comecei a chorar.Não conseguia me controlar.As imagens da morte de minha mãe passavam por minha mente.Aquela era uma ferida que eu sabia que nunca ia cicatrizar.
    -E é por isso-disse chorando-Que eu sou como sou garoto.Não posso ser fraca,não posso ficar chorando todo o tempo.Eu vou vingar minha mãe não importa como.Nem que eu passe minha vida inteira me dedicando a isso,eu vou vingar minha mãe pelo que Panic fez a....
    Ele havia me beijado.Senti naquele momento um sensação de felicidade.Senti como se minha mãe estivesse ali comigo.O beijo dele me fez relembrar memórias felizes que tive com ela.Então eu fechei os olhos e o abracei.Não queria que aquele momento acabasse nunca mais.Era como se ele houvesse me salvado.Salvado de um passado que eu não podia apagar.Então ele se levantou,me olhou nos olhos e disse:
    -Não se preocupe,eu estarei contigo aonde você for.
    E novamente me beijou.

    Fim do Capítulo 7
    avatar
    zetsu789
    Fan Ficter
    Fan Ficter

    Masculino
    Número de Mensagens : 50
    Idade : 19
    Localização : Amegakure,País da Chuva
    Anime Favorito : Naruto,Death Note,Bakuman,Katekyo Hitman Reborn,Soul Eater,Saint Seiya
    Personagem Favorito : L Lawliet,Byakuran,Mashiro Moritaka,Vongola Primo,Soul Evans,Shiryu
    Data de inscrição : 08/01/2011

    Re: [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Mensagem por zetsu789 em Qua 16 Fev 2011, 21:42

    Spirit’s Gate-Dúvidas
    Questionamentos que fazemos a nós mesmo.Perguntas que muitas vezes,não encontramos respostas,ou até mesmo,não tem resposta.O mundo está cheio de dúvidas.Dúvidas fazem parte da nossa existência.Levam as pessoas a evoluírem.São as dúvidas que movem o mundo.Mas,na maioria das vezes,as dúvidas tem uma resposta.Você só precisa encontrá-la.

    (Vamos voltar a nossa conhecida narração em 3 pessoa).
    Aquele beijo pareceu durar horas.Quando acabou,não conseguiam dizer nada,exceto se olhar.Coner então,tomou coragem e disse:
    -Então,é isso?
    -É isso o que Coner?-agora,Ana não lhe chamaria mais de “garoto”.
    -Não se faça de lerda-disse sorrindo
    -Ainda não estou entendo.E se chamar de lerda de novo,eu arrebento a sua cara-disse com um sorriso malvado no rosto.
    -Vai me fazer mesmo falar?
    -Acho que sim.
    -Tudo bem então...Estamos namorando certo?
    -É porque acha isso?
    -Oras,porque você me contou o porque de você ser toda solitária e fechada,chorou no meu ombro,e não me bateu quando eu te beijei.E quer saber mais porque?
    -Porque?
    -Porque vejo nos seus olhos que você gosta de mim.
    -E como pode saber disso,hein?-disse,sorrindo novamente.
    -Por causa disso.
    E novamente a beijou.
    -É,eu tinha razão.Estamos namorando.-disse sorrindo.
    -É acho que sim.-Não tinha mais a expressão triste e solitária.Agora mais parecia uma garotinha meiga e inocente,doce e carinhosa.Olhava para Coner timidamente.
    -Mas não espere que eu vá dar mole pra você nos treinos só porque é minha namorada.
    -Qualé,eu posso te dar uma surra quando eu quiser.
    -Isso se você conseguir me pegar.
    E saiu correndo pelo campo.Correndo como um garotinho brincando.Ana,entrando no clima da brincadeira,correu atrás dele.Brincaram ali durante horas,e depois exaustos,foram se deitar.
    De manhã,foram acordados cedos por Niashi.Este,fora se deitar mais cedo,porém,tinha ficado espionando a brincadeira daqueles dois garotos.
    -Bom dia crianças,estão cansados?-disse,mostrando um sorriso malvado.
    Os dois responderam que sim,mas o bocejo alto que deram os desmentiu na hora.
    -Bom estariam mais dispostos se os dois pombinhos não tivessem ficado brincando de pique-pega-apaixonado até mais tarde.
    Os dois se entreolharam tímidos,e voltaram a atenção ao velho.
    -Bom,hoje vamos começar o verdadeiro treinamento de vocês.Vão treinar o combate em equipe e transformações durante a manhã.A tarde treinaram o controle de elementos e combate individual,e a noite vão estudar os livros sobre dominação de elementos,técnicas de combate avançada,magia de curas elementais, e se forem bons alunos,terão um tempinho extra para se beijarem.
    Os dois novamente se olharam tímidos,e depois voltaram a olhar para o velho,que tirou do bolso um pequeno pedaço de madeira,que logo se transformará numa bengala de ouro.
    -Para que isso velho?-disse Coner-Vai nos dar uma surra pela brincadeira de ontem?-disse rindo muito.
    -Se não ficar quieto,vou mesmo.-disse o velho sorrindo-Na verdade,está e minha arma.Não acharam que iam treinar combate em equipe sozinhos não?Eu estava na equipe que enfrentou Panic anos atrás,e vou estar na de vocês.Mas receio que eu não seja mais o mesmo guerreiro de antes.Enfim.Vamos começar.
    E finalmente,eles começaram o verdadeiro treinamento.O resultado daquele treinamento,decidiria o futuro da humanidade.
    (3 Anos Depois)
    O céu da arena Eternum Combate estava claro.A grama estava impecável,como que recém cortada.A mansão estava ali,brilhando a luz do Sol.
    -Ah,que cansaço.Aqueles garotos me deram muito trabalho ontem.Fizeram um casamento improvisado aqui,e depois resolveram lutar comigo.Meu peito ainda dói onde Ana me acertou um soco,e minhas costas também,depois de ser derrubado por Coner.-um sorriso transpassou seu rosto-Eles evoluíram muito desde que chegaram aqui.E agora estão casados.Quem diria hã?-então sua expressão se tornou séria-A hora da batalha final de aproxima.
    Olhou então pra entrada,e viu um homem sentado na escadaria da porta,com a expressão feliz,e uma xícara de café na mão.
    -Acordado tão cedo velho?Tem medo de morrer dormindo?-disse rindo.
    -Se não ficar esperto,você também vai ter medo de morrer dormindo-disse também rindo.
    -A,fala sério velho!Já esqueceu da surra que te dei ontem?
    -Não fique se gabando garoto,pode estar com 20 anos agora,mas é o mesmo pirralho que chegou aqui a 3 anos atrás.
    E viram sair de dentro da casa,Ana.Agora com 20 anos também,estava mais linda do que já era.Mas não deviam deixar a beleza enganá-los,Ana estava mais forte do que nunca.
    -Bom dia amor.Ah,Bom dia Sr.Niashi.
    -Bom dia Ana.
    -Parece bem cansado há?Desculpe pelo soco de ontem.
    -Não se preocupe,esse velho aqui ainda tem muita energia para gastar.
    -Hehe,quero ver isso no campo de batalha-disse Coner.
    -Bem,na verdade,não vou lutar com vocês hoje.
    -E porque?-perguntaram os dois juntos.
    -Hoje,é o último dia do treinamento de vocês.Vão lutar um com o outro hoje.
    -Mas,quer dizer que teremos que ir embora?-disse Ana,com a voz tristonha.
    -Sinto muito Ana.Vocês estam aqui a 3 anos.Tem que voltar ao mundo real,e cumprir a missão de vocês.
    -Ah,mas depois poderemos voltar para cá,certo?
    -Não acredito que não contou a ela velho?-disse Coner,com a voz furiosa.
    -Me contar o que?
    -Desculpe Coner,não tive coragem de contar.
    -ME CONTAR O QUE?!
    -Bem,eu estava estudando com o velho uma noite,e ele me contou que..
    -Que a Arena Eternum Combate será destruida,assim que Panic for derrotada.-disse o velho,interrompendo Coner.
    Ana então começou a chorar.Coner a abraçou.Tudo aquilo que haviam vivido ali,ia sumir,junto com a arena.As lembranças passaram pela cabeça deles,o primeiro treinamento,o beijo de Ana e Coner,as lutas,as brincadeiras,tudo sumiria junto com a arena.Minutos passaram,quando Ana finalmente parou de chorar.
    -Bom,é hora de começarmos então.
    -Os dois caminharam ate o campo de treinamento.Como da primeira vez que lutaram.Estavam parados no mesmo lugar onde estiveram no teste da espada.
    -Aquele que derrubar a arma do oponente primeiro vence.Comecem!
    E eles começaram.Avançaram como duas feras,como se fossem inimigos mortais.Coner com seu bastão,Ana com sua espada.Coner estava mais ágil e esperto,mas desviava dos golpes de Ana com muita dificuldade,tentado derrubá-la com seu bastão.Já Ana,que era forte e também ágil,tinha dificuldade de escapar dos golpes do bastão de Coner,tentando acertar seu peito com a espada.Resolveu então encantar a espada com fogo.E coner,começou a usar o ar como lamina no bastão.A espada e o bastão se chocavam fazendo pequenas explosões que os lançavam para trás,mas logo estavam cara a cara novamente.Coner fez um relâmpago sair e seu bastão para acertar a arma de Ana,mas esta erguera uma gigantesca barreira de pedra para se defender.Ana então lançou a espada flamejante para matar coner,mas esse a repeliu com o Ar,fazendo-a voltar contra ela,como da vez em que quase matou Ana.Ela simplesmente encantou o punho com terra e parou a espada com a mão,voltando a batalha.
    -Transformem-se!-berrou Niashi
    Coner então,encolheu o bastão,rodopiou no ar e se transformou num enorme tigre branco.Ana,fazendo o mesmo movimento,transformou-se em uma gigantesca pantera negra.Os dois se encararam ferozmente,mas Niashi via nos olhos deles que estavam gostando da brincadeira.Avançaram então um para o outro.Lutavam dando mordidas,patadas e investidas furiosas um contra o outro.Então,resolveram parar de brincar de felino,e foram para a forma de combate animal.Coner se tranformou em um homem tigre.Continuava com a aparência de tigre,porem agora tinha a postura ereta e pés,e voltará a usar o bastão.Ana também assumiu a forma de combate animal.Pegou sua espada e voltaram a lutar.Usavam as armas,mas também continuavam se atacando com as garras,e mordidas.Horas passaram-se e continuavam lutando,mas exausto,voltaram para a forma humana.Coner então,lançou seu bastão e o segurou no ar.Depois,usando a energia que lhe sobrava,usou um relâmpago para encantá-lo e o lançou com toda força para direção de Ana.Mas Coner não percebera que Ana não tinha mais energia,e quando viu o bastão vindo em sua direção,ela tentou correr,mas tropeçou e caiu.Vendo seu bastão avançado a toda velocidade para Ana,Coner se transformou em tigre e deu um salto gigantesco agarrando o bastão com a boca,tomando toda a carga do trovão sobre si.Caiu no chão voltando a forma humana.Niashi e Ana correram para ver o que havia acontecido.O garoto,sem mais forças abrirá os olhos e dissera:
    -Como da primeira vez.Eu quase te mato novamente ,hein amor?
    E então,adormeceu exausto.Ana,beijou seu rosto,deitou ao seu lado e disse:
    -Como da primeira vez Amor.
    E também adormece exausta.Niashi observou aquela cena com um sorriso no rosto,mas depois assumiu um tom sério.
    -Durmam crianças.Descansem seus últimos momentos nesse lugar maravilhoso.Pode ser a última noite de vocês.

    Fim do Capitulo 8
    avatar
    zetsu789
    Fan Ficter
    Fan Ficter

    Masculino
    Número de Mensagens : 50
    Idade : 19
    Localização : Amegakure,País da Chuva
    Anime Favorito : Naruto,Death Note,Bakuman,Katekyo Hitman Reborn,Soul Eater,Saint Seiya
    Personagem Favorito : L Lawliet,Byakuran,Mashiro Moritaka,Vongola Primo,Soul Evans,Shiryu
    Data de inscrição : 08/01/2011

    Re: [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Mensagem por zetsu789 em Dom 20 Fev 2011, 15:44

    Spirit’s Gate-Verdade

    Somos ensinados desde sempre a dizer a verdade,e que mentir é errado.Mas a verdade muitas vezes machuca,mesmo sendo a coisa certa a se fazer.Coner tinha conhecimento da verdade.Do que realmente iria acontecer naquela luta...

    O céu estava negro.Havia um enorme castelo que flutuava sobre uma nuvem escura.Não havia mais vida naquele terrível lugar.O que já fora um azul belo,com suas nuvens fofas e brancas,agora era apenas trevas.Aquele castelo era o centro da escuridão.
    Ouviu então um grito.Depois outro e outro no lugar deste.Encheu-se toda aquela escuridão de gritos de desesperos.Tentou correr.Correr e fugir daquele somo que perfurava sua mente.Mas quanto mais corria,mais alto os gritos ficavam.Sentiu então algo perfurar sua garganta e seu sangue jorrar.Levantou os olhos e viu,num último vislumbre daquele terrível lugar,um garoto.Tinha cabelos e olhos brancos e vazios.Seu olhar fitava o rosto daquele homem sem a menor expressão de sentimento.Era vazio por dentro.Mas ele agradecerá.O garoto o matará,e o salvará daquele terrível lugar.
    Coner levantou assustado.Continuava deitado na grama verde da arena de treinamento Eternum Combate,com Ana deitada ao seu lado.Dormiram durante o resto do dia,devido a exaustidão do ultimo treinamento,e agora já amanhecerá.Passou a mão o rosto e sentiu o suor que o encharcava.Lembrou-se do terrível pesadelo,mas não completamente.Havia um castelo,muitos gritos e um garoto.Não conseguirá se lembrar do resto.
    -Já acordou garoto-disse Niashi irônico,vindo em direção a Coner.
    -Que horas são,respondeu bocejando?
    -3 horas da tarde garoto.Acorde sua esposa,já estamos saindo.
    Coner então lembrou-se.Era hoje.O destino do mundo seria decidido hoje.Acordou Ana,e juntos foram pegar suas coisas.
    -Não acha estranho amor?
    - O que?
    -Estarmos saindo daqui depois de 3 anos,sabendo que nunca mais vamos voltar.
    -É,é estranho sim...
    -Amor,você ta bem?
    -Estou sim,porque?
    -Está estranho.Triste,vazio.O que houve.
    -Nada eu estou bem.
    Mas Coner não estava bem.Alem de estar indo embora daquele belíssimo lugar,logo ele estaria indo embora deste mundo também.Arrumou suas coisas em silencio,junto com Ana.Pegou seu bastão,algumas roupas que Niashi havia conjurado para ele usar durante o treinamento,e seu colar de estrela.Nunca se separará daquele colar.Não por uma questão sentimental.Aquele colar era a chave para tudo.
    -Amor,termine de arrumar suas coisas enquanto eu converso com o velho
    -Está bem.-disse Ana,ainda preocupada com Coner.
    Saiu então do quarto,sem dizer mais nenhuma palavra,foi até a lareira da sala,e,usando o mesmo feitiço que o velho lhe ensinará,abrirá a passagem secreta para a sagrada sala cheia de livros.Desceu as escadas em silencio,ate chegar a gigantesca porta.Abriu-a com um feitiço,e encontrou o velho a sua espera.
    -Está pronto velho?
    -Está sim.Coner,contou a verdade para sua mulher?
    -Eu não posso velho,não quero que ela sofra ainda mais.
    -Entendo.Me perdoe garoto.
    -Você não tem culpa velho,ninguém tem culpa.Esse é meu destino,e eu tenho que cumpri-lo.O livro está ai.
    -Está sim,me siga.
    Foram caminhando em direção a um velho livro em cima de um pedestal.Coner se lembrara dele.O livro dos mortos.
    -Então garoto,é isso.Terá que aprisionar a alma dele dentro desse livro,e destrui-lo.
    -E com isso,me destruir junto com ele.
    -...
    De repente Coner começou a chorar.
    -Não tem mesmo outro jeito não é?
    -Sinto muito garoto.
    -Me prometa uma coisa velho?
    -Qualquer coisa.
    -Vai cuidar de Ana.E do meu filho?
    -Ana esta grávida garoto?
    -Sim velho.Me prometa logo.
    -Esta certo garoto,eu prometo.
    Saíram então daquele lugar juntos,como grande amigos.Subiram as escadas,passaram pela lareira e dirigiram-se ao campo de treinamento,onde Ana estava preparando a grande estrela para se tele transportarem.
    -Então é isso.-disse o velho.
    -É isso.-disseram os dois juntos.
    Caminharam ate o centro da estrela,e juntos,se tele transportaram do lugar.Viram as coisas passarem por eles rodando,e então,chegaram novamente aquela montanha.Mas não estava mais como da ultima vez.O mundo não era mais como antes.O céu agora era negro.As florestas estavam todas destruídas.Havia fogo em todos os lugares.Gritos cortavam o silencio causado por aquele terrível lugar.E ao longe,havia um castelo.O centro de toda aquela escuridão.A fortaleza de Panic.A visão daquele mundo terrível aumentou a raiva de Coner.Niashi então,segurou as mãos deles novamente,e os tele transportou para a entrada da fortaleza de Panic.
    -Coner,Ana.O destino do mundo nos pertence agora.Coner...
    -Eu sei velho.
    E então uma voz que vinha das paredes do castelo os chamou atenção:
    -Ora ora,se não e o velho Niashi e seus dois salvadores.Entrem,eu estava a espera de vocês.Na verdade,os espero a 3 anos.
    As portas dos castelo se abriram e eles entraram.Uma criatura terrível so guiou ate uma grande arena de batalha.No centro dessa arena havia um enorme posso.Ana e Niashi o reconheceram na hora.O posso dos derrotados.Na outra ponta da arena,uma enorme poltrona virada de costas,guardadas por criaturas repugnantes,com enormes machados nas mãos.
    -Sejam bem vindos,ao apocalipse.Este será o último dia de vida de vocês.
    E virando para eles,mostrou seu rosto.Um garoto.Um garoto que aparentava ter 11 anos,com olhos e cabelos brancos e vazios.Tinha um pequeno punhal na mão,mas esta não parecia ser sua única arma.A verdadeira face de Panic.Um garoto dominado pelas trevas.
    -Você...Você matou minha mãe,seu desgraçado!!
    -Elogios não vão adiantar Coner.Eu não terei piedade.
    Desceu então as escadas,e foi ate o centro da arena.
    -E você bela Ana.Mais linda do que nunca.Sua mãe também era belíssima,antes de cair neste poço.Você se lembra não?
    Coner sentiu o ódio correr pelo corpo de Ana,mas segurou sua mão antes que ela pudesse fazer algo.
    -Aaaaah,o casal de pombinhos.Preferem morrer um de cada vez,ou os 2 juntos?Seria romântico não acha.
    -O velho murmurou algo no ouvido de Coner,e eles avançaram.A batalha começará.Panic era habilidoso,e conseguia ler os movimentos dos 3 combatentes.Ana atacava com todas as forças.Sacou sua espada encantada com fogo,e começou a atacar com mais fúria do que nunca.Panic porém,conhecia o estilo de lutar de Ana,que era parecido com o de sua mãe,e desviava,com certa dificuldade,dos golpes da espada.Já Coner,era bastante ágil e inteligente.Ataca com seu bastão encantado de relâmpagos,usando o ar como lâmina,e soltando trovões que faziam todo o lugar estremecer.Panic desviava com certa dificuldade dos golpe de Coner,e mais de uma vez sua lãmina de ar ferirá Panic.Este,usou sua magia das trevas para derrubar Ana,e aumentar o tamanho do punhal,que se tornou gigantesco.Prestes a dar um golpe das costas de Ana,foi atacado por um enorme tigre branco.Coner havia se transformado.O velho Niashi correu então ate Ana e começou a cura-la,mas esta se recusando,se transformou em pantera e foi para a batalha.Panic,vendo que estava sendo derrotado,transformou-se então em um enorme dragão negro,e começou a lutar.Soltava baforadas de fogo negro,enquanto era atacado por mordidas e patadas.Assumiram então a forma de combate e continuaram lutando.Panic estava em desvantagem,ferido e se esgotando.Ana também estava fraca,mas lutava com que lhe sobrava de força.Coner por outro lado,tinha bastante energia,mas esta não lhe serviria de nada.Coner morreria,e levaria a alma de Panic com ele.Continuaram lutando por horas,até que Panic,que já não agüentava mais lutar,capturou o velho Niashi na sua antiga esfera das trevas.
    -Larga ele,seu desçraçado!
    -Coner,Coner.Você não entende não é garoto.Acha que pode salvar o mundo?O mundo já estava perdido antes de eu assumir o corpo deste garoto.
    -O que quer dizer com isso?-perguntou Ana
    -O mundo está podre querida Ana.Pessoas roubam,se matam,e não estam nem ai pra nada.Eu só vou continuar o que eles já começaram.Mesmo que me derrotem,o mundo continuará assim para sempre.Não pode mudar o mundo inteiro.
    Coner então,levantou a cabeça,tomado de poder,avançou para Panic.O segurou com firmeza,e passou o colar pelo pescoço dos dois.
    -Eu não posso mudar o mundo todo Panic.Mas eu posso tentar!
    Panic,que capturado,fora obrigado a soltar Niashi,se debatia com todas as forças.Niashi então,tirou um livro de dentro das vestes,e começou a proferir um encantamento.
    -Pare com isso velho!Você não pode me derrotar,ninguém pode!
    Ondas de energia douradas começaram a invadir aquela arena.As criaturas que Panic controlava avançaram contra o velho,mas foram todos decapitados por Ana.Esta,não tinha idéia do que estava acontecendo.Então,uma áurea prateada surgiu entre Coner e Panic.O velho,agora chorando,colocou o livro no chão,e este começou a sugar Coner e Panic para dentro.
    -Adeus,meu velho amigo.
    -Coner,não!!!-gritou Ana.
    -Adeus velho.Ana,eu te amo.Cuide bem do nosso filho.
    E num ultimo vislumbre da vida,viu o rosto de Ana e do velho,cheios de lágrimas,e um céu,que antes era completamente negro,agora tinha um pequeno pedaço de azul,cheio de vida.
    O ceú então tornou-se completamente azul.As criaturas das trevas foram destruidas,o castelo desapareceu,e a vida voltou a reinar naquele lugar.
    -Adeus,meu amor.
    E saiu junto com Niashi,de volta ao mundo real.Um mundo cheio de vida.É claro que sempre haveria um pedaço de Panic ali.Mas sempre haveria um garoto,que acabaria com aquele mal.
    Essa é a lenda de Coner.O garoto que podia falar com espiritos.


    Fim de Spirit's Gate

    Bom galera,então é isso.Agradeço ai a galera que acompanhou a fic,e que comentou.Vocês me motivaram a escrever essa história.Valeu ai ao Áries-kun,que me deu a grande idéia de escrever essa história,e a casa do Duda,onde tudo começou.




    Conteúdo patrocinado

    Re: [Fan Fic/Sobrenatural] Spirit's Gate

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 25 Jun 2017, 10:02